Metrô e terminais de ônibus facilitam a mobilidade de milhares de baianos

Descendo da passarela que dá acesso à estação de metrô de Mussurunga, a dona de casa Lucinete Souza e a filha vão direto para o terminal de ônibus metropolitano. “Esta estação em Mussurunga melhorou em tudo. Antes para ir na Barroquinha eu demorava o dia todo. Hoje, em duas horas eu saí de casa, cheguei na Barroquinha, fiz minhas compras e estou retornando para casa, em São Cristóvão”. Nesta segunda-feira (12), após a entrega da estação de metrô de Mussurunga, o sistema de metrô registrou um aumento de 27% no número de ingressos, alcançando 180 mil passageiros transportados, segundo dados da CCR Metrô Bahia.

A estação de metrô que está sendo construída próxima ao aeroporto, está na reta final. A escada rolante já está sendo implantada, assim como o piso tátil. A base de concreto que vai receber os dormentes e o trilho já está no lugar. Um complexo de oito estruturas entre pontes e viadutos também está sendo construído para que o metrô possa chegar da Avenida Paralela à Estrada do Coco. Em breve, muito mais gente vai poder usufruir da comodidade do sistema integrado de mobilidade urbana de Salvador, que tem atraído cada vez mais usuários.

Obras do metrô – Estação Aeroporto

Segundo o gestor de obras da CCR Metrô Bahia, Elvio Torres, o sistema bateu o recorde de passageiros transportados. “Nesta segunda-feira, foram entregues mais quatro estações, incluindo a de Mussurunga. Isso representou um incremento da ordem de 27% no número de ingressos, alcançando 180 mil passageiros transportados. Foi o recorde de usuários desde a inauguração do metrô. E a gente espera que com a conclusão de todo o sistema, incluindo esta estação que deve estar pronta no final do primeiro trimestre de 2018, a gente chegue a 500 mil passageiros sendo transportadas diariamente pelo sistema”.

Obras complementares

Para o presidente da Companhia de Transportes da Bahia (CTB), Eduardo Copello, o Governo do Estado está executando um programa fundamental para a mobilidade na Região Metropolitana de Salvador. “O metrô é o principal sistema estruturante, de alta capacidade. Mas temos uma série de outras obras, como o VLT, que vai ser implantado do subúrbio até a Cidade Baixa, as obras das vias transversais ligando a Baía de Todos os Santos até o Subúrbio, que são a Linha Azul, ligando Pituaçu até o Lobato e a Linha vermelha saindo de Piatã e indo até Paripe”

Copello também ressaltou os terminais de ônibus. “Eu destaco o de Pirajá, completamente reformado pelo Governo do Estado, assim como o de Mussurunga, o do Acesso Norte, do Retiro, o da Rodoviária, que está sendo ampliado e reformado, e teremos ainda os terminais do Aeroporto e de Pituaçu, que estão sendo construídos. Também temos viadutos, passarelas, ciclovias e outras obras viárias que estão sendo realizadas na Avenida Paralela, de forma complementar ao metrô. É um conjunto que representa mais de R$ 10 bilhões de investimentos para fazer com que a nossa capital, que era uma das piores para se locomover, seja a de melhor desempenho de mobilidade no País, coisa que já está se concretizando”.

Fotos: Pedro Moraes

Obras do metrô – Estação Aeroporto
Obras do metrô – Estação Aeroporto
Obras do metrô – Estação Aeroporto