Três envolvidos na morte de investigador na Liberdade são presos

Três assaltantes envolvidos no latrocínio do investigador Luiz Santos de Jesus, no dia 14 de junho, na Rua Lima e Silva, no bairro da Liberdade, foram apresentados à imprensa, na manhã desta quarta-feira (13), durante coletiva no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Adriano Luís Rocha Dantas, o “Pé de Ferro”, que também participou do crime, está sendo procurado.

O investigador estava com familiares quando foi abordado pela quadrilha. Lucas Santos Oliveira, o “Nico”, de 22 anos, Uelton Santos de Oliveira, o “Camelo”, 25, Josué Santos da Silva, o “Divinéia” ou “Corintias”, 23, Adriano e um adolescente de 17 anos, interceptaram o veículo de Luiz e anunciaram o assalto. Lucas viu que o policial estava armado e atirou.

A arma do investigador, uma pistola ponto 40, já recuperada pela polícia e encaminhada à perícia, e objetos pessoais de todos que estavam no carro foram subtraídos pelos assaltantes. Luiz, que era lotado na Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Dreof), chegou a ser socorrido ao Hospital Ernesto Simões Filho, mas não resistiu ao ferimento e morreu.

Segundo o delegado Odair Carneiro (DHM), integrante da Força-Tarefa que investiga crimes contra policiais, a quadrilha é especializada em assaltos. “Todos possuem passagens por roubo e tráfico de drogas e agiam na região da Liberdade roubando carros e pedestres”, explica o delegado.

PRISÕES
Lucas foi preso no município de Sátiro Dias por equipes da Polícia Civil da Bahia e de Aracaju. Uelton foi capturado na localidade de Lama Preta, em Camaçari, e Josué, no Beco do Sabão, na Liberdade, onde o jovem, já encaminhado à Delegacia para o Adolescente Infrator (DAI), foi apreendido. As prisões ocorreram entre os dias 15 e 29 de agosto.

Uma das armas usadas pelos assaltantes, uma pistola calibre 380, foi apreendida e seguiu para a perícia do Departamento de Polícia Técnica (DPT). Lucas, Uelton e Josué foram encaminhados ao sistema prisional e vão responder por latrocínio e associação criminosa.

A apresentação dos presos à imprensa foi conduzida pelos delegados Odair Carneiro (DHM), Luiz Henrique Costa Ferreira, titular da 2ª Delegacia Territorial (DT), da Lapinha, e Márcia Pereira, titular da Delegacia de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes (Dreof).