Traficante do BDM afirma via WhatsApp que matou mulher em Santo Inácio porque ela estava passando informações para os rivais

Claudiane Bonfim Almeida, de 35 anos, foi executada com mais de 5 tiros na cabeça e nas costas no Loteamento Paraíso, em Jardim Santo Inácio, no último domingo (24). Ela estava se preparando para fugir do bairro. De acordo com testemunhas, a vítima foi perseguida pelos traficantes e encurralada após invadir a casa da vizinha. Através de um grupo de WhatsApp, um traficante, que ainda não foi identificado, afirmou que a vítima estava em parceria com bandidos rivais.

“Maloca, badala aí pra geral do Santo Inácio, pra espalhar esse áudio pra geral no Santo Inácio. Andando no meio de ‘nois’, é pelos ‘alemão’, que vem roubar aí. E ela que tava dando a visão, parceiro, ‘pros’os ‘alemão’. Tava na praça ali. Os ‘alemão’ deu tudo, ela tava dando tudo ‘pros’ alemão”, disse.

Claudiane foi perseguida pelos traficantes outras três vezes antes de morrer e chegou a ser ameaçada. A área é dominada pela facção criminosa BDM – Bonde do Maluco.  O crime está sendo investigado pelo DHPP – Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa.

Últimas Noticias

Perseguição da PRF termina com prisão de ladrão que aterrorizava em Eunápolis

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu um homem de 21 anos que estava foragido da justiça por roubo qualificado...