Calabar ganhará CMEI ampliado para crianças de 2 a 5 anos em 2020

Foto: Valter Pontes

O olhar dos moradores do Calabar era de muita expectativa quando as máquinas começaram a demolição do antigo Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) do bairro. A ação foi iniciada logo após o prefeito ACM Neto assinar a ordem de serviço, nesta terça-feira (19), para a imediata realização das obras da nova unidade de ensino. Também estiveram presentes no local o vice-prefeito e secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis; do secretário municipal da Educação (Smed), Bruno Barral; vereadores, lideranças comunitárias e comunidade escolar.

O prefeito lembrou que, por conta dos limites físicos, o antigo CMEI não conseguia oferecer o ciclo completo da Educação Infantil – só atendia a 100 crianças de 2 e 3 anos. Com a nova unidade, o número de vagas será triplicado e passará a atender também a crianças de 4 e 5 anos. “Com investimento de mais de R$5 milhões da Prefeitura, em parceria com o FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação), todo o ciclo da Educação Infantil passará a ser oferecido aqui mesmo no Calabar, a partir do próximo ano, permitindo que as demais crianças não precisem sair do bairro para completar os estudos. Além disso, todos aqueles de 2 e 3 anos estudarão em período integral, com cinco refeições e assistência pedagógica, dando aos pais condições de saírem para trabalhar”, ressaltou ACM Neto.

Atuando na instituição há 11 anos, a diretora Kelle Neves era só felicidade com a reconstrução do CMEI. “Aqui sempre foi uma creche forte, organizada e será ainda melhor com essa ampliação. Não vai ter filho do Calabar que não passe pela creche a partir do próximo ano. Só temos a agradecer a Prefeitura e, com fé em Deus, em 2020 estaremos aqui de volta com essa nova creche para todos.”

Ex-aluna do CMEI, Tainá Oliveira, de 9 anos, tem boas lembranças da escola. “Estudei um ano aqui e foi muito bom. Queria que tivesse outras séries para eu poder voltar”, afirmou a estudante, que hoje cursa o 4º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Santa Ângela das Mercês, no Centro.

Estrutura – A ser erguido na Rua Maria Pinho, s/n, o novo CMEI terá uma estrutura moderna, com área construída de 1.414,93 m² e oito salas que abrigarão 300 crianças do grupo II ao V. Além disso, vai contemplar varanda, solário, jardim gramado, guarita, sanitário na guarita, casa de gás, casa de lixo, casa de bombas, subestação, brinquedoteca, recebimento, lavanderia, copa e seis sanitários masculinos e femininos.

A unidade terá ainda salas para direção, coordenação, recepção/secretaria, professores/reunião, depósito de material didático, acolhimento, refeitório, área para banho, sanitário infantil, depósito, repouso e sanitários para pessoa com deficiência masculino e feminino. Alunos, responsáveis e corpo docente poderão contar ainda com elevador, escada e pátios, todos adaptados para pessoas com deficiência ou dificuldade de mobilidade. Enquanto as obras de reconstrução da nova unidade estão em andamento, os alunos foram relocados para um prédio provisório no vizinho bairro Jardim Apipema.

Morar Melhor – Na ocasião, o prefeito anunciou mais uma boa notícia aos moradores: a realização da segunda etapa do programa Morar Melhor no Calabar. Na ocasião, foi autorizada a intervenção em mais 200 residências em situação precária, já cadastradas, que receberam obras de melhorias como reboco, pintura, troca de telhado, louças sanitárias e esquadrias (portas e janelas), com limite de até R$5 mil por moradia. O programa é coordenado pela Seinfra.