Crianças se transformam em heróis para curtir Carnaval com Carla Perez e Xanddy

Fotos: Inácio Teixeira e Bruno Concha

Mulher Maravilha, baianas, unicórnios, Super-Homem, Batman, sereias, havaianas, Pedrita e tantos outros personagens do mundo infantil invadiram o Campo Grande, neste domingo (3), quarto dia oficial da folia. Crianças fantasiadas lotaram a pipoca do Algodão Doce, que desfilou sem cordas, arrastando a “Pipoca Doce” mais colorida e animada do Carnaval de Salvador.

Com o tema “Fundo do Mar”, o trio da “Pipoca Doce” recebeu a anfitriã Carla Perez, seu marido Xanddy, do Harmonia do Samba, e a dupla de palhaços Patati e Patatá. A madrinha da folia infantil deste ano é a atriz global Mariana Xavier.

Na abertura do desfile, a cantora Carla Perez cumprimentou a meninada, agradeceu o apoio da Prefeitura e fez questão de reforçar a importância do respeito durante o Carnaval. “São 19 anos fazendo essa festa com muito prazer, honra e respeito. Vamos invadir essa avenida, fazendo um mar de alegria”, brincou Carla Perez, que logo em seguida convidou seu marido, Xanddy para animar a garotada. “Chamo aqui o amor da minha vida para abrilhantar ainda mais a nossa festa”, disse.

O pagodeiro, que se divide entre as muitas apresentações em blocos e camarotes no Carnaval de Salvador, pontuou que participar do Algodão Doce é sempre um grande presente. “É uma troca de energia inexplicável. Eu é que agradeço de poder participar de uma festa linda dessa que reúne famílias e uma garotada encantadora”, comentou o artista durante a passagem pela passarela do Campo Grande.

Fantasias – A fantasia de Mulher Maravilha da pequena Juliana Santos, cinco anos, foi escolhida por ela. A mãe, a bombeira civil Edilene de Jesus, 32 anos, chegou a comprar a roupa de palhacinha, mas precisou sair as pressas para trocar. “Não teve jeito de vestir a roupa de palhacinha. Encasquetou que queria Mulher Maravilha. Tive que trocar”, contou a mãe. Mas a menina tinha uma boa explicação para a escolha: “Ela é a mulher mais forte do mundo”, afirmou.

Pedrita e Piscininha foram os temas escolhidos pela dupla de amigas Laila Oliveira e Angélica Santos, ambas com 10 anos e foliãs veteranas. Laila, que brinca Carnaval desde os cinco anos, contou porque escolheu a fantasia de Pedrita. “Desde pequenininha que minha mãe coloca o desenho dos Flintstones e eu adoro a Pedrita”, declarou a garota, que não abre mão de muito brilho, adereços e a tradicional espuma spray de Carnaval.

Criatividade – No mundo fantasia vale tudo e a criatividade é marca registrada. Para que a meninada ficasse protegida e brincasse mais à vontade, a dona de casa Daniela Santos, 35 anos, se juntou a outras duas mães e montou o “Bloquinho das Amiguxas”, que seguiu acompanhando a “Pipoca Doce”. Com um cordão, as mamães assumiram o papel de cordeiras, enquanto as três amigas se esbaldavam ao som de Carla Perez.

Letícia, Soraia, Júlia e Andréia, todas com oito anos, optaram em não se fantasiar de personagens infantis. A roupa da folia era o abadá, uma camisa com a marca do Algodão Doce. A foliã Miriam Letícia não parava um minuto sequer. No intervalo entre uma música e outra, uma rápida palavrinha com a reportagem.

“Eu estava ansiosa para que chegasse logo, adoro dançar no Carnaval”, disse a pequena, que brinca pelo terceiro ano consecutivo. O trio “Pioca Doce” volta a desfilar nesta segunda-feira (4), no Circuito Osmar, às 11h. Entre os convidados estarão Lorena Improta, Scheila Carvalho, Vinícius Mello e Toinho Fontes da Fitdance.

Ultimas Noticias

Jovem morto e parentes baleados em São Caetano

Um rapaz foi assassinado e dois parentes dele baleados na noite de quinta-feira (22/08), no bairro de São Caetano, em Salvador. O homicídio aconteceu...

Assalto a ônibus no Largo de Roma termina com morte e...

Três assaltantes terminaram interceptados pelo Esquadrão Águia da Polícia Militar, na tarde de quinta-feira (22), após roubarem passageiros de um ônibus, na região da...

Pedreiro acusado de matar menina Vitória irá a júri popular em...

Um dos homens acusados de sequestrar e assassinar a menina Vitória Gabrielly Guimarães Vaz, de 12 anos, em Araçariguama, interior de São Paulo, em...

Anatel adia decisão sobre compra da Warner pela AT&T

Terminou sem decisão a reunião extraordinária da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para tratar da validade da compra do grupo Warner Media, antiga Time...
Publicidade