Show da Lore encanta foliões mirins no Rio Vermelho; fotos

Fotos: Gilberto Jr./Secom

O Carnaval se despede do Rio Vermelho, neste domingo (03), com todo o charme e beleza que os foliões merecem. Às 15h40, a dançarina Lore Improta subiu ao palco montado no Largo da Mariquita para conduzir o bailinho infantil que fez a diversão de centenas de crianças acompanhadas de pais e familiares.

Piratas, índios, abelhinhas, fadas, havaianas, sereias, minions, mulheres maravilhas, batmans, homens-aranha e palhacinhos se reuniram no local com uma missão especial: aproveitar a diversão ao máximo. As crianças assistiam atentas a cada coreografia feita pela dançarina.

Confetes, espumas e serpentinas enfeitaram a praça e tornaram a brincadeira ainda mais gostosa. Eliza Victoria, de 2 anos, era só sorrisos. A pequena foi vestida com uma roupa de bloco afro e não parava de dançar e fazer pose para fotos. Eliza assiste aos vídeos da Lore todos os dias, e foi dela que partiu o pedido para que a mãe, Rebeca de Jesus, de 25, colocasse os videoclipes da Lore Improta na TV.

Maria Luiza, de 5 anos, não piscava o olho a cada apresentação. Fantasiada de Mulher Maravilha, ela fazia as coreografias de “Baby Shark”, ao lado do irmão Téo, de um ano e da mãe Louyse Lopes, de 20 anos. O repertório contou também com “Unidunitê”, “É de chocolate”, “Aula de dancinha” e a autoral “Festa no parquinho”.

A atração atraiu também adolescentes, como a estudante Laila dos Santos, de 17 anos, que veio de Jaguaquara (a 330 km de Salvador) só pra assistir ao show da Lore no bailinho. “Ver Lore de pertinho foi uma sensação única. Estou muito feliz”.

“Foi um show incrível, com um público lindo e as crianças todas fantasiadas. A ideia de trazer esse bailinho para o Rio Vermelho foi fantástica, pois a Barra e a avenida ficam muito cheias e aqui as crianças ficam à vontade para se divertir”, afirmou Lore Improta.

A programação especial de três dias de Carnaval no Rio Vermelho foi preparada pela Prefeitura, por meio da Empresa Salvador Turismo (Saltur), e agradou o público que prefere um Carnaval mais tradicional e tranqüilo, principalmente famílias com crianças e idosos.