Jiu-jitsu, oss! Aluna de 15 anos se salvou de atirador de Suzano graças a arte marcial

Uma jovem de 15 anos conseguiu se salvar do ataque do atirador que agiu na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, na quarta-feira (13/03), graças ao jiu-jitsu.

Rhyllary Barbosa dos Santos foi agarrada por Luiz Henrique de Castro, de 25, que desferiu alguns socos na garota e tentou fazer com que ela não fugisse da escola. Treinada, a estudante se manteve firme, conseguiu se desvencilhar do marginal e fugiu. Apesar de iniciante no jiu-jitsu, a jovem faixa branca revelou que utilizou as técnicas arte suave.

“Ele tentou me dar uma rasteira, mas eu firmei o calcanhar no chão e não deixei que ele me derrubasse, não deixei o corpo mole e ficar vulnerável a ele. Assim que ele me pegou no braço eu comecei a chacoalhar para ele me soltar e ele me pegou pelo cabelo e me deu vários murros. O desespero era para que ele saísse de perto de mim”, disse a aluna.

“Quando ele viu que os outros alunos estavam fugindo da escola, ele me soltou e foi atrás dos outros alunos e pegou a machadinha. Foi quando abri a porta com um impulso. Acho que ele não esperava que alguém fosse correr até ele e ele não esperava que os outros alunos fossem sair. Ele até tentou segurar alguns deles”, complementou.

Relacionados