Segunda etapa da requalificação em Ondina vai melhorar mobilidade na região

Ao completar 470 anos, Salvador avança para se tornar ainda mais bonita e moderna para moradores e visitantes. A ordem de serviço para a realização de obras da segunda etapa da requalificação do trecho de orla Ondina/Rio Vermelho foi assinada pelo prefeito ACM Neto nesta sexta-feira (29), na Avenida Oceânica, dentro das comemorações pelo aniversário da cidade.

Ao lado do vice-prefeito e secretário municipal de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), Bruno Reis, demais autoridades e imprensa, o prefeito salientou que o mais importante é o que será deixado de legado para o futuro.

“Já estamos planejando e trabalhando para colher frutos para os próximos 30 anos, quando a cidade completará 500 anos. Muito do que estamos fazendo terá impacto no futuro e vão mudar o perfil de Salvador. Aqui mesmo, em Ondina, prevejo um futuro muito auspicioso nessa área com a requalificação deste local, que despertará interesse em investimentos por parte de comerciantes e do trade turístico”, afirmou ACM Neto.

De acordo com Bruno Reis, será feito um esforço para que a obra seja inaugurada antes do Carnaval do próximo ano. “Mais um trecho de orla que ficará muito bonito e vai marcar essa região da cidade”, afirmou. Além disso, outros trechos também deverão ser requalificados pela Prefeitura, como os de Amaralina/Pituba, Stella Maris/Praia do Flamengo/Ipitanga e Boa Viagem, os três com lançamento de editais previstos até abril.

Intervenções – Com prazo inicial de nove meses para conclusão, a segunda etapa das obras contempla a requalificação de um trecho medindo 1,2 km, entre a Praça das Gordinhas e a Praça Orungan. Dentre as mudanças está a ampliação do calçadão e a recuperação do canteiro central que separa as avenidas Presidente Vargas e Oceânica, promovendo também melhoria no tráfego.

Na região entre o Centro da Aeronáutica e o monumento “As Meninas do Brasil”, também chamadas de Gordinhas de Ondina, haverá intervenções no trânsito, que passará a ter sentido único, com três faixas, em fluxo da Avenida Oceânica em direção ao Rio Vermelho. Os motoristas que seguirem o sentido oposto, em direção à Barra, utilizarão a via marginal (Avenida Presidente Vargas), que será ampliada e contará com três faixas e apenas um lado para estacionar.

A mudança vai solucionar problemas antigos do tráfego, inclusive casos de atropelo, devido à entrada de veículos nas avenidas e ruas de acesso ao Jardim Apipema. Todo o canteiro central que separa a Avenida Presidente Vargas da Oceânica também será requalificado.

O espaço se tornará mais seguro e confortável para pedestres e ciclistas, em continuidade ao conceito adotado pela Prefeitura nos outros trechos da orla da cidade. As melhorias alcançarão ainda a Avenida Adhemar de Barros e a Sabino Silva.

*Primeiro trecho* – Entregue em fevereiro último, a primeira etapa do trecho Ondina/Rio Vermelho envolveu obras de macro e microdrenagem, recuperados 11.200 metros quadrados de pavimentação e implantados 560m de passeio sobre a areia da praia, além de meio-fio em granito. A intervenção envolveu ainda a construção de baias de ônibus com piso em concreto e a requalificação das praças das Águas, Bahia Sol, Nossa Senhora de Fátima (ISBA) e do Sukiyaki.

Toda a intervenção contou com elementos de acessibilidade, a exemplos de guarda-corpo, rampas e piso tátil, conforme as regras vigentes. A lista contemplou também iluminação em LED, equipamentos de lazer e paisagismo.

Integrante do eixo Investe do programa Salvador 360, a intervenção nesse trecho de orla tem investimento total, nas duas etapas, de R$27,5 milhões. O projeto urbanístico foi desenvolvido pela Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF) e a obra executada pela Superintendência de Obras Públicas do Salvador (Sucop), órgão vinculado à Seinfra.