Pastor que foi preso e acusado de pedofilia pela ex-mulher é inocentado

A Justiça absolveu o pastor Felipe Heiderich das acusações de estupro de seu enteado feitas pela ex-mulher dele, a também pastora Bianca Toledo, mãe da criança. Em suas alegações finais, o Ministério Público escreveu 57 páginas provando a inocência de Felipe e pedindo a sua absolvição, além de pedir que Bianca Toledo fosse investigada por coação a testemunha. Felipe e Bianca se conheceram no meio gospel e após três anos de casados, iniciou-se uma conturbada separação que deu origem as acusações de pedofilia e a prisão de Felipe.