Em Morro do Chapéu, Rui comemora pavimentação da BA-144, mas lembra que é preciso “sistema de ferrovia”

Nesta segunda-feira (15/04), o governador Rui Costa alcançou a marca de 500 viagens de trabalho realizadas no interior baiano e esteve em Morro do Chapéu, na região da Chapada Diamantina, onde entregou a nova BA-144, completamente restaurada e pavimentada.

O trecho de 73 quilômetros liga Morro do Chapéu a Várzea Nova ao povoado de Lages do Batata, em Jacobina e beneficia 227 mil moradores das cidades de Irecê, Morro do Chapéu, Várzea Nova, Jacobina e Umburanas.


Em conversa com a imprensa, Rui afirmou que o “ritmo continua o mesmo” do seu primeiro mandato e reafirmou a importância de boas estradas, mas também lembrou que “é muito caro” e é necessário preservar. Ele citou, por exemplo, o “sistema de ferrovia” .

“Nós queremos abrir o mais rápido possível, tem a nossa Fiol, que vai ligar o litoral sul ao oeste da Bahia”, disse o governador ao revelar ainda que uma empresa chinesa demonstrou interesse em explorar minério em Santo Sé e consequentemente, recuperar a antiga ferrovia, que hoje é uma concessão. O equipamento liga Juazeiro, no norte baiano, até a cidade de Candeias. Ainda segundo o governador, os chineses estudam construir uma usina de minério na região metropolitana de Salvador.

Obras de infraestrutura

O Governo do Estado investiu R$ 28,2 milhões nesse trecho da BA-144, mas as obras de infraestrutura nas outras regiões não param. Neste início de 2019, já foram autorizadas intervenções em 745 quilômetros de rodovias com recursos de aproximadamente R$ 183 milhões. O maior trecho é de 140 quilômetros na BA-142, entre Mucugê e Barra da Estiva/BR-407. Na BA-160, serão 136 quilômetros que ligam Ibotirama/Paratinga ao município de Lapa.

Além desses, outros sete trechos são considerados prioritários para o Governo do Estado: BA-046, de Itaberaba a Iaçu; BA-245, de Iaçu a Itaetê e também de Itaetê ao entroncamento da BA-142; BA-142, do entroncamento da BR-242/Andaraí ao entroncamento da BA-245; BA-142, do entroncamento da BA-245 a Mucugê; BA-148, do entroncamento da BR-242 a Abaíra; e BA-148, de Abaíra a Rio de Contas.


“O trabalho continua e novas obras serão realizadas. Destaco a recuperação de 547 quilômetros do sistema viário BA-052, conhecido como Estrada do Feijão. Um dos trechos é o que liga Feira de Santana a Xique-Xique. E o outro trecho que liga Xique-Xique a Barra, inclusive com a construção da ponte sobre o Rio São Francisco. É um sonho daquela região”, afirmou o governador.