Dia do Líder: evento na ALBa reconhece “Vozes que se destacam” nas comunidades

Em sessão especial no Auditório Jornalista Jorge Calmon da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) foi realizada a segunda edição do prêmio líder comunitário intitulado “Vozes que se destacam”, na tarde dessa quinta-feira (09/05). Proposto pela deputada Fabíola Mansur (PSB), o evento comemorou o Dia Nacional do Líder Comunitário e contou com a presença de representantes de mais de 100 bairros de Salvador, além do presidente da ALBA, Nelson Leal e do presidente da Câmara de Vereadores de Salvador, Geraldo Júnior.

Referindo-se aos líderes comunitários como “a voz do povo”, Fabíola Mansur destacou a importância dos lideres comunitários. “São eles, os deputados sem mandatos, a voz que se destaca para visibilizar uma série de demandas na área de cultura, saúde, educação e segurança pública, que faz pontes com órgãos públicos, e que trabalham voluntariamente, defendendo suas comunidades”, enfatizou.

- publicidade -

Em seu discurso, a socialista afirmou que o momento atual é “de extremo retrocesso, com a reforma trabalhista que confisca direitos adquiridos, e que certamente não foi feita pensando nos pobres e a Reforma da Previdência que está aí com algumas coisas que são extremamente nefastas, não vão melhorar a vida dos que mais precisam”.

Idealizador do projeto, o radialista e líder comunitário do Lobato, no Subúrbio Ferroviário, Sullivan Santos, disse que “é um prazer, uma honra, ver hoje essa Casa nos valorizando com um troféu simbólico, por tudo que nós desenvolvemos voluntariamente em nossas comunidades. Só tenho que agradecer ao Governo do Estado e à Assembleia, por essa linda homenagem a cada um de nós”, disse o jovem político, que lembrou ainda da importância parceria dos líderes e os meios de comunicação.

“Somos a voz do gueto e do povo. Quero agradecer também ao Informe Baiano pelo apoio e luta com a gente. Essa parceria é fundamental.  E hoje foram contemplados 70 líderes, mas a nossa meta é reconhecer mais de 500 líderes em toda a Bahia”, finalizou Sullivan.

FALA, LÍDER!

Uendel do Subúrbio

“O líder comunitário ele é o primeiro em tudo. Ele é o delegado, é o médico, o vereador, é tudo, é a primeira pessoa a ser procurada pelos moradores das comunidades quando acontecem os problemas. E trabalham voluntariamente. Essas pessoas merecem ser homenageadas todos os dias. É essa categoria que elege todos os 43 vereadores de Salvador e os deputados estaduais da Bahia, além dos federais”.

Jair Ferreira da Capelinha

“O papel do líder comunitário é chefiar, comandar e orientar qualquer tipo de demanda da comunidade. Tem também aquelas falsas lideranças, que aos poucos, são desmascararas. Estamos aqui agradecidos por essa merecida homenagem. Prestamos um serviço gratuitamente e somos vereadores sem mandatos. Eu espero que em 2020 as comunidades reconheçam essa nossa luta”.

Chico na Fé de Campinas de Pirajá

“É um trabalho árduo e muito difícil. Esse título de liderança é o povo que dá, não é a gente que se auto-intula. Somente hoje foram três sepultamentos de idosos em Campinas de Pirájá que conseguimos, através de muito luta, os caixões e até mesmo os ônibus para levar as pessoas. Quando o povo precisa de um médico, de um advogado, de asfaltamento, de uma lâmpada, é a gente que é procurado. Tem os aspones e os enganadores, mas a gente está aqui firme e forte. Aquele vídeo da Engomadeira que está circulando está certíssimo. Felizmente, Chico na Fé foi um dos agraciados e agradeço a deputada Fabíola e ao amigo Sullivan”.

Flávio Jarrão do Cabula

“Hoje a política está mudando. A gente trabalha firme em nossos bairros e também fazemos uma política forte através das redes sociais. Mas sempre com muito respeito. A gente vai nas secretarias e nos órgãos, conversa com as autoridades, faz os projetos e o resultado final é a alegria da comunidade”.

Arnaldo do Subúrbio

“Eu cumpro uma missão, que é servir as comunidades e lutar pelos bairros do subúrbio de Salvador. É um trabalho gratificante. A gente resolve desde o funeral até o divórcio, o saneamento básico, a merenda da escola. Em todos os momentos, somos procurados”.

Sangue Novo de Pau da Lima e Pirajá

“Nossa Salvador tem 163 bairros e temos diversas lideranças, que são pessoas abnegadas e que muitas vezes abrem mão até da sua família para estar a serviço da população. Isso é uma missão. As vezes somos vítimas de preconceito, perseguições, mas quando a gente consegue ajudar as pessoas, vem a felicidade. Ano que vem as lideranças comunitárias é que vão fazer a diferença, pois conhecem as comunidades. Então, esse vai ser o tom da campanha em 2020. Inclusive, quem sabe, um líder comunitário pode ser o vice-prefeito”.

Rogério de São Caetano

“Estamos sempre na luta e ser liderança não é algo fácil. Mas as comunidades precisam de pessoas que tenham conhecimento sobre a política e que consigam facilitar a intermediação entre o poder público e as comunidades. Esperamos que as coisas sejam feitas de forma sensata. A liderança é fundamental e é o porta-voz da comunidade. Ano que vem tem eleições e será um faroeste caboclo, mas eu espero que as comunidades sejam respeitadas”.

Bira do Dique do Cabrito

“O Informe Baiano sabe a nossa luta árdua em prol da comunidade. O Dique continua com aqueles mesmos problemas mas sempre conseguimos intervenções importantes. Tem que ter a revitalização e melhorar o trabalho de limpeza. Temos também o trabalho esportivo com os campeonatos que, sem dúvida, é um diferencial e deixa a comunidade feliz. A gente não vai parar nossa luta e vamos continuar em frente”.

Sidnei BX de Santa Mônica

“O líder comunitário é um cara sofrido que mora em locais discriminados. É o cara que vive na favela 24 horas e infelizmente é massacrado. Eu sou um cara do gueto e trabalho muito pela minha comunidade. Brigo mesmo e vou pra cima. Esse dia é importante, mas a gente ainda não é assistido como deveria. Muitas vezes os vereadores e deputados entram em nossa comunidade, encurralam a gente. Eu quero agradecer também a todo meu povo e dizer que a gente não pode perder a esperança, pois a gente é favela e não desiste nunca”.

Ultimas Noticias

A Dona do Pedaço: Maria da Paz pega revólver ao ouvir...

Maria da Paz (Juliana Paes) ficará completamente descontrolada ao descobrir que Josiane (Agatha Moreira) e Régis (Reynaldo Gianecchini) são amantes em A Dona do...

Estudo aponta aumento de câncer em população de 20 a 49...

O aumento dos casos de câncer na população entre 20 e 49 anos, de 1997 a 2016 chamou a atenção de especialistas. Nesse período,...

Uber completa cinco anos de Brasil com 2,6 bilhões de viagens

Há exatamente cinco anos, o Uber chegava ao Brasil, com sua proposta de oferecer caronas a qualquer momento por meio de um aplicativo de...
Mega-Sena

Mega-Sena acumula e vai pagar R$ 22 milhões no sábado

O concurso 2.170 da Mega-Sena não teve acertadores nos seis números sorteados nesta quarta-feira (17):  10, 21, 24, 36, 38 e 51.O prêmio ficou acumulado...
Publicidade