Ricardo Salles “tem que fazer um coaching de meio ambiente”, dispara Fabíola Mansur

A deputada estadual Fabíola Mansur (PSB) fez duras críticas ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que cancelou a Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (UNFCCC), em Salvador. Ao tentar justificar o evento preparatório da Conferência do Clima (COP25), o bolsonarista disse que não iria fazer uma reunião para “a turma fazer turismo em Salvador” e “comer acarajé”.

Para a socialista, Salles “demonstra ignorância em relação ao nordeste brasileiro e sua fala revela que ele não tem respeito ao meio ambiente, além de desconhecimento sobre políticas do meio ambiente”, que é um “patrimônio garantido pela Constituição Federal”.

“É um governo que vem muito mais para desmontar conquistas do que avançar ou mesmo salvaguardar”, afirmou a parlamentar, que lembrou ainda que o presidente Jair Bolsonaro “tentou acabar com o Ministério do Meio Ambiente” e “permite a invasão da Amazônia”.

“Quero dizer também que turismo é muito bom. Mas as pessoas que defendem o meio ambiente são sérias. Primeiro, elas vai ao Congresso. Depois, elas fazem turismo para conhecer as riquezas da Bahia”, disse a deputada ao Informe Baiano.

“Tem que preparar uma conferência privada para ele. Ele tem que fazer um coaching de meio ambiente para aprender o que é meio ambiente e a necessidade de salvaguardar o patrimônio do país”, finalizou Fabíola Mansur.