Operação Xavier: secretário municipal de Ilhéus e empresários são presos

Três pessoas foram presas hoje, dia 15, como resultado da Operação Xavier, que foi deflagrada no início da manhã nos municípios de Ilhéus, Itabuna e Coaraci pelo Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Quatro suspeitos se encontram foragidos.

Foram presos o atual secretário municipal de Agricultura de Ilhéus e dois empresários cujas empresas prestavam serviços terceirizados de organização das licitações e de contabilidade à Câmara Municipal de Ilhéus. Segundo a investigação, essas empresas eram responsáveis pelas fraudes em licitações que geraram contratações direcionadas de outras empresas pré-selecionadas. Os valores dos contratos, por sua vez, eram superfaturados e uma parte deles era destinada como propina a vereadores que ocuparam a presidência do parlamento municipal no período investigado. Estão foragidos dois vereadores, ambos ex-presidentes da Câmara Municipal de Ilhéus, e dois servidores da Casa Legislativa.

A Operação também cumpriu dez mandados de busca e apreensão. Foram apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos. Conforme as investigações, o esquema fraudulento foi operado entre os anos de 2001 e 2018, praticando crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro.