Andrea Mendonça diz que PDT é a “ponta da lança” das eleições do ano que vem

Presidente da Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb), a empresária e ex-vereadora de Salvador, Andrea Mendonça, participou nesta sexta-feira (14/06) do Encontro Regional do PDT, na União dos Prefeitos da Bahia (UPB), em Salvador. Ao , ela comentou a possibilidade de seu irmão, o Félix Mendonça Júnior, ser candidato a prefeito da capital.

“Félix e o PDT representam o que há de melhor na . Nós estamos no PDT por conta do partido, que é um partido onde todos são ‘ficha limpa’. Inclusive, Ciro Gomes tem todas as qualidades e poderia ser hoje o nosso . Poderia estar no comando desse grande país. Então, nós queremos começar na Bahia e com Félix”, pontuou.

Andrea afirmou também que não será candidata nas eleições do ano que vem, mas vai ajudar a legenda internamente na construção de uma chapa competitiva. Sobre o cenário político atual, disse que ainda é cedo para opinar, pois a situação “ainda está bastante confusa”. Porém, ressaltou que o PDT é decisivo nas eleições: “nós estamos com a ponta da lança”.

Lupi pede retomada do protagonismo do partido em Salvador

O evento em Salvador foi o primeiro dos seus três encontros regionais na Bahia. Os outros dois serão realizados neste sábado (15), nos municípios de Araci e Euclides da Cunha. O nacional do PDT, Carlos Lupi, disse que já está na hora do partido retomar o seu protagonismo local, sugerindo a escolha de um nome para disputar a prefeitura da capital baiana no próximo ano.

“Nós somos o partido da igualdade e quem melhor representa as minorias e as classes menos favorecidas deste país. Vamos dar vida ao PDT, vamos organizar o partido para que ele tenha candidato à prefeitura em diversas cidades do estado, inclusive em Salvador”, disse.

O do partido na Bahia, Félix Mendonça Jr, – que teve o seu nome aclamado por uma grande parte da platéia como o favorito do partido na corrida à prefeitura de Salvador – disse que o PDT está se organizando para ter candidato na maioria das cidades do estado. “É um objetivo nosso ter candidato em quase todas as cidades da Bahia”, lembrou.

No encontro, Félix falou também da atual situação do país, que sofre com o crescente índice de desemprego. “O Brasil precisa de trabalho. Precisamos colocar este país para funcionar. Tirar as pessoas da informalidade”, afirmou. Ele disse ainda que o país parece que é “empregado dos bancos” e que a reforma da Previdência não vai ser a salvação.. “O Brasil cobra um dos juros mais altos do mundo, não tem reforma que salve a economia de um país com juros neste patamar”, revelou.

Projeto de desenvolvimento rural faz balanço da assistência técnica para beneficiários

O projeto Bahia Produtiva apresentou, nesta terça-feira (2), um balanço das ações de Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) prestada aos 18.306 agricultores e agricultoras atualmente atendidos...

Pedidos de auxílio emergencial em análise somam 11 milhões

O número de pessoas com o pedido do auxílio emergencial em análise subiu de 10,9 milhões ontem (1º) para 11 milhões hoje (2), disse o presidente da...

Em Simões Filho, PRF prende casal de traficantes transportando maconha em carro roubado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu, na noite de segunda-feira (01), um casal por tráfico de drogas e receptação de veículo. A ocorrência se deu na BR...

MP aciona Coelba por conta de cobrança retroativa indevida de ICMS em contas de energia

A Coelba/Grupo Neoenergia (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) foi acionada pelo Ministério Público estadual por irregularidades em relação aos valores do Imposto sobre Operações Relativas...