Novas geomantas vão proteger 500 famílias em São Marcos

O secretário de Infraestrutura e Obras Públicas (Seinfra), vice-prefeito Bruno Reis, autorizou o início da aplicação da cobertura de geomanta em três áreas com risco de deslizamento de terra em São Marcos, na manhã desta sexta-feira (5). Com investimento de cerca de R$ 300 mil, as intervenções vão oferecer segurança para mais de 500 famílias, cujas casas foram construídas nas imediações das encostas.

“O trabalho da Prefeitura é permanente. Já investimos mais de R$ 200 milhões para proteger 180 localidades com a tecnologia de geomantas, além de outras 100 com a solução definitiva de contenção de encostas. Salvador tem algo em torno de mil áreas de risco. A nossa gestão já resolveu quase 30% desse problema”, assinalou Bruno Reis, ao lado dos vereadores Fábio Souza, Lorena Brandão e Paulo Magalhães Júnior, do diretor-geral da Defesa Civil (Codesal), Sosthenes Macedo, e de diversos líderes comunitários.

De acordo com o vice-prefeito Bruno Reis, a equipe técnica da administração municipal tem se reunido com frequência para avaliar e definir quais as próximas áreas de risco que serão protegidas na capital baiana. “Hoje, a Prefeitura tem condições de resolver problemas históricos da cidade, que há muito tempo as pessoas tinham perdido as esperanças. A população não acreditava mais que o Poder Público tivesse capacidade para dar uma reposta a essas questões”, assinalou o também secretário de Obras.

Ao falar sobre as intervenções que a Prefeitura está realizando em toda a capital baiana, o vice-prefeito Bruno Reis anunciou que a licitação para a construção de uma via, ligando a Avenida Gal Costa ao bairro de Pau da Lima, será lançada até a próxima semana. “É uma importante obra de R$ 18 milhões, que pode ajudar a resolver o problema de todo o trânsito da região de São Marcos”, pontuou Bruno Reis.

Presente à solenidade de autorização do início da aplicação das geomantas, o lavador de carros Gersonei Ramos Nascimento ficou aliviado com as intervenções que a Prefeitura vai realizar nas encostas do bairro em que vive com a irmã e a mãe, há 36 anos. “Isso representa uma melhoria para a rua em que moramos com as nossas famílias e para toda a comunidade. Quando chove, a gente não consegue ter tranquilidade. A vizinhança fica toda assustada. Os barrancos são um transtorno”, disse.

Em São Marcos, na Rua Sul, a Prefeitura vai proteger uma encosta de 800 metros quadrados, assim como na Travessa Vieira Melo, cobrindo uma área de 850 metros quadrados, e na 1ª Travessa João Souza Santos, que possui uma região de 360 metros quadrados com alto risco de deslizamento, conforme avaliação da Codesal.

Ultimas Noticias

Matador do BDM ironiza postagem sobre “1 ano sem homicídios em...

Wedson Jonhson Schimanki Alves, 19 anos, autor de assassinatos na Região Metropolitana de Salvador (RMS), foi surpreendido na manhã deste sábado (17/08) por equipes...

Remédio para cólica menstrual tem efeito para tratar esquistossomose

Um remédio amplamente utilizado para cólicas menstruais – o ácido mefenâmico (nome comercial Ponstan) – pode ser eficiente para o tratamento da esquistossomose. A...

Ação da PM no Bom Juá flagra jovem com réplica de...

Policiais militares da Operação Gêmeos prenderam um rapaz armado com uma réplica de pistola em um ponto de ônibus, situado na localidade da Jaqueira...

Mesmo na crise, cirurgia plástica aumenta 25,2%

Mesmo com a crise econômica, a quantidade de cirurgias plásticas com fins estéticos cresce no Brasil. Foi realizado no ano passado 1,7 milhão de...
Publicidade