Limitação do número de motoristas de aplicativos é inconstitucional, diz presidente da categoria

Presidente do Sindicato dos Motoristas por Aplicativos (Simactter), Átila do Congo usou as redes sociais para tranquilizar os colegas. O sindicalista disse que não há possibilidade da Câmara Municipal de Salvador (CMS) restringir para 7.200 o número de profissionais na capital baiana, pois é “inconstitucional” e segundo ele, há decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) contra o projeto de lei.

Átila refere-se aos ministro Luís Barroso e Luiz Fux. Os dois defendem que a lei municipal não pode restringir a atividade econômica de transporte remunerado via aplicativo. Além disso, de acordo com a Corte, os municípios não podem criar barreiras de entrada para motoristas. Átila citou ainda que mais de 20 mil motoristas de Uber, 99pop e demais aplicativos podem ficar desempregados, “o que é um verdadeiro absurdo”. Veja abaixo o depoimento do sindicalista.

Geraldo recebe taxistas e trata da regulamentação dos aplicativos

Ultimas Noticias

Festival de Economia Solidária é oportunidade para compras natalinas

Até o dia 23 de dezembro, a produção de cooperativas, associações e grupos produtivos de 15 territórios de identidade da Bahia é o destaque...

ALBA economizou por volta de R$70 milhões em 2019, revela Nelson...

"Demitimos muita gente. A economia foi por volta de 60 a 70 milhões de reais. Onde tinha a possibilidade de cortar, a gente fez",...

Whatsapp é principal fonte de informação do brasileiro, diz pesquisa

Uma pesquisa realizada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado mostrou o Whatsapp como principal fonte de informação dos entrevistados: 79% disseram receber notícias...

Rui assina ordem de serviço para início das obras do VLT

Na manhã desta terça-feira (10), a Estação Ferroviária da Calçada foi palco para a assinatura da ordem de serviço para a implantação do Veículo...
Publicidade