Cafu x PCC: ex-jogador é investigado por suposta venda de terreno aos criminosos

O ex- Cafu, capitão do penta em 2002 com a , é investigado pela Polícia de São Paulo por suporta ligação com a facção criminosa PCC. As informações da da revista Veja.
Um relatório das autoridades aponta para registros de depósitos em feitos pelo PCC (Primeiro Comando da Capital) em favor de Marcos Evangelista de Morais, o nome real de Cafu.

O documento não cita o valor total desses repasses, mas os investigadores da polícia trabalham com a suspeita de que a organização criminosa teria comprado um terreno que pertencia ao ex-lateral na cidade de Barueri, em São Paulo.

A informação desses repasses a Cafu estava em um celular apreendido com Décio Gouveia Luiz, o Décio Português, no último dia 14 de agosto. Ele se transformou em uma das principais lideranças do PCC nas ruas após a prisão de Marcola.

Entre outras tarefas dentro do grupo, Décio era o responsável pela contabilidade, incluindo a lavagem e ocultação de bens e valores. Ele está e foi transferido para a Penitenciária de Presidente Wenceslau II.

Covid-19: Brasil tem 1,2 mil novas mortes e 60 mil novos casos

O balanço diário do Ministério da Saúde sobre a pandemia do novo coronavírus, divulgado hoje (13), trouxe 1.262 mortes e 60.091 casos de covid-19 registrados nas últimas...

ANP reduz temporariamente mistura de biodiesel ao diesel para 10%

A diretoria colegiada da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com a concordância do Ministério de Minas e Energia (MME), aprovou hoje (13) a redução excepcional...

Fapesb lança chamada do Programa de Pesquisa para o SUS 2020

O Governo do Estado, por meio das secretarias de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado  (Secti) e da Saúde e da Fundação de Amparo à Pesquisa da...

Estudante é flagrada transportando droga escondida em bagagem

Uma quantidade de maconha, para consumo próprio, foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na noite de quarta-feira (12), em Barreiras, no oeste da Bahia. O flagrante...