Deputado propõe o uso de intérpretes de libras na Assembleia Legislativa da Bahia

Com o objetivo de instituir um quadro de profissionais de libras, para atuar na inclusão efetiva das pessoas com deficiência no âmbito da Casa Legislativa, o republicano apresentou um Projeto de Resolução, que determina a presença de intérpretes durante a realização de todas as Sessões, Sala de Comissões e Eventos Oficiais da Assembleia Legislativa do Estado da Bahia – ALBA.

O profissional atenderá todas as pessoas com deficiência que necessitem do seu auxílio, utilizando a linguagem brasileira de sinais. Para o parlamentar, a presença desse intérprete em todos os eventos públicos oficiais da ALBA será um passo importante para fazer cumprir os direitos contidos na Lei Brasileira de Inclusão – Lei nº 13.146 -, o Estatuto da Pessoa com Deficiência.

“O acesso e o direito à comunicação adequada em instituições públicas de todas as esferas, é um direito de todos. A efetiva inserção desses profissionais viabilizará a integração de todos os deficientes auditivos que desejam conhecer e acompanhar a Casa Legislativa, permitindo uma participação inclusiva”, explica Jurailton.

De acordo com o Projeto, o tradutor deverá se posicionar dentro dos eventos, sempre em local de fácil acesso, com a devida sinalização indicativa ou qualquer outro meio visível. A se dará por meio da capacitação do quadro de da ALBA, com o intuito de atender o público nos horários de realização das sessões e reuniões.

Em Salvador, pacientes de Covid-19 têm média de permanência de 1,2 dia em UPAs

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) de Salvador apresentam uma média de permanência de pacientes infectados ou suspeitos por Covid-19 de 1,2 dia. O curto tempo de...

Polícia Federal faz operação contra fraudes nos Correios

A Polícia Federal (PF) cumpre hoje (4) 12 mandados de busca e apreensão na segunda fase da operação Postal Off, que visa desarticular uma organização criminosa que...