Jurailton Santos cobra providências sobre o pagamento do seguro defeso

Preocupado com a situação dos pescadores artesanais, prejudicados pelo vazamento de óleo, que atinge o litoral do Nordeste, o deputado estadual Jurailton Santos (Republicanos) cobra dos órgãos competentes, para que seja feito o pagamento do seguro defeso ou auxilio emergencial, que em sua totalidade ainda não receberam.

O parlamentar lembra que em outubro, o Ministério da Agricultura chegou a dizer que o pagamento seria feito no mês de novembro, e infelizmente isso não aconteceu. “Tenho recebido diversos pedidos de socorro, das pessoas que estão sentindo fortemente o reflexo dos prejuízos, que foram ocasionados por conta das manchas de óleo. Sem poder pescar e nem ter acesso ao seguro defeso está difícil para os pescadores”, explica o republicano.

Outra grande preocupação do deputado é a irreparável perda econômica das pessoas que vivem da atividade pesqueira e de mariscagem. “Os prejuízos nas vendas amargam cotidianamente, e ainda com desconfiança os consumidores não buscam comprar os frutos do mar, impactando diretamente na economia das famílias que vivem da pesca”, relata Jurailton.

O seguro defeso é um benefício pago a pescadores profissionais impossibilitados de desenvolver suas atividades durante o período de reprodução das espécies, quando a pesca é proibida. O valor total é de R$ 59,9 milhões que serão liberados pelo governo federal para o pagamento do benefício. Cerca de 60 mil pescadores artesanais afetados pelo vazamento receberão uma parcela do beneficio.

Ultimas Noticias

Periperi: homem de 36 anos morto com tiro na cabeça em...

Um homem de 36 anos foi morto de forma covarde na noite de segunda-feira (09/12), no bairro de Periperi, subúrbio ferroviário de Salvador. O...

Carnes podem continuar subindo até fevereiro, diz FGV

A inflação das carnes deverá seguir pressionando o orçamento das famílias até a virada de janeiro para fevereiro, mas o movimento é pontual e...

Dono de “bar” sequestrado em Monte Gordo é encontrado morto

O homem apontado como dono de um bar, que também funcionaria como “Casa de Prostituição”, em Monte Gordo, distrito de Camaçari, foi encontrado morto...

Com Jiu-jitsu em grade curricular, advogado cita capoeira e manda recado...

O advogado baiano Saulo Barros aproveitou uma iniciativa do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivela, que incluiu o Jiu-jitsu na grade curricular do...
Publicidade