Mesmo com conquista da América, seleção encerra 2019 sob desconfiança

O ano da seleção brasileira masculina de futebol ficará marcado pela conquista da Copa América disputada em casa. Porém, este triunfo não foi suficiente para acabar com a desconfiança de parte da torcida em relação à equipe.

- publicidade -

Esta desconfiança ganhou força justamente após a conquista da América, quando o time comandado pelo técnico Tite chegou a ficar cinco jogos sem vencer (somando três empates e duas derrotas). Esta sequência foi interrompida apenas no dia 19 de novembro, oportunidade na qual o derrotou a Coreia do Sul por 3 a 0.

Desta forma, a seleção brasileira inicia 2020 em meio à certa descrença. Sentimento que pode aumentar a pressão sobre o técnico Tite justamente em um ano no qual o terá pela frente a disputa das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, sediada no Catar.
Conquista da Copa América

Após uma campanha invicta, o garantiu a classificação para a final da Copa América.

O seu adversário na decisão era o Peru, que retornava a uma final de Copa América após um hiato de 44 anos. A última vez em que o país andino tinha jogado uma decisão do torneio, até então, tinha sido em 1975, quando foi o campeão.

A seleção brasileira buscava seu nono título na competição, enquanto os anos buscavam sua terceira conquista, após 1939 e 1975.

Na decisão realizada no estádio do Maracanã, o foi melhor, e venceu por 3 a 1. A equipe do técnico Tite abriu o placar aos 14 minutos do primeiro com o atacante Everton. O time andino chegou a ensaiar uma reação aos 41 minutos, quando Guerrero empatou em gol marcado em cobrança de pênalti. Mas um pouco antes do intervalo a seleção brasileira voltou a ficar na frente com gol de Gabriel Jesus.

O terceiro gol do saiu apenas no final do segundo , em cobrança de pênalti de Richarlison, que garantiu o 3 a 1 final.
Mundial sub-17

Outra competição realizada em 2019 em solo foi a Copa do Mundo de futebol sub-17. E o terminou novamente campeão.

Com uma campanha com 100% de aproveitamento (sete vitórias em sete jogos), a equipe comandada pelo técnico Guilherme Dalla Dea garantiu o tetracampeonato na categoria.

E a decisão, realizada no estádio Bezerrão (DF), foi contra o México. O triunfo foi emocionante, de virada, com os gols s marcados apenas no final.

González abriu o placar aos 20 minutos da etapa final para o México. O empate veio aos 38 minutos com Kaio Jorge, em cobrança de pênalti.

O gol da vitória, e do título , saiu apenas aos 47 do segundo . Yan Couto cruzou com perfeição, Kaio Jorge deixou a bola passar e Lázaro chegou para dar um chute mascado, de primeira, no canto oposto de García.
Sul-americano sub-15

Encerrando um ano de conquistas da seleção brasileira, a equipe sub-15 garantiu o título do sul-americano da categoria. Na decisão a seleção brasileira superou a Argentina em partida realizada no estádio Defensores Del Chaco, em Assunção (Paraguai).

O triunfo foi obtido na disputa de pênaltis, após um empate em 1 a 1 no regulamentar.

Com este título o se tornou pentacampeão na modalidade, com vitórias em 2005, 2007, 2011, 2015 e 2019.

Bahia ganha do Curitiba na estreia do Brasileirão

O Bahia ganhou do Curitiba e garantiu três pontos, na noite de quarta-feira (12/08), na estreia no Campeonato Brasileiro 2020. O placar terminou 1 a 0, no...

Programa FazAtleta divulga primeira lista dos contemplados de 2020

A edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (11) apresenta a lista com os nomes dos primeiros 20 atletas que tiveram suas propostas aprovadas pelo...