Banco do Brasil possui linha de crédito para financiamento exclusivo de itens para pessoas com deficiência

Garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência, muitas vezes, requer a compra de aparelhos, adaptação em veículos e até reformas em casa. Para tornar isso possível, o Banco do Brasil possui uma linha de crédito com juros baixos para pessoas com renda de até 10 salários mínimos. A linha Crédito Acessibilidade financiou no ano passado cerca de 10.405 itens de tecnologia assistiva, como próteses, aparelhos auditivos e cadeiras de rodas. De janeiro a dezembro de 2019, foram desembolsados cerca de R$ 100,5 milhões. O valor indica crescimento de 33,76% sobre o mesmo período de 2018.

O BB Crédito Acessibilidade possibilita a aquisição de bens e serviços relacionados na Portaria Interministerial nº 604, que contribuem com o bem-estar e a promoção de maior inclusão social das pessoas com deficiência. Integram a lista mais de 300 itens, como projetos arquitetônicos, reforma e material de construção, com o objetivo de adaptação de imóvel residencial para pessoas com deficiência e serviços de adaptação de veículos, dentre outros. As taxas vão de 0,41% a 0,45% ao mês.

“Para quem ganha até 5 salários mínimos, essa linha disponibiliza uma taxa mensal de 0,41% ao mês e com 60 parcelas e quem ganha até 10 salário mínimos essa taxa vai 0,45%. São mais de 300 itens na lista que vai de adaptação de rampas, projetos para acessibilidade, camas hospitalares”, explicou o superintendente de Setor Público do Banco do Brasil, José Aparecido de Oliveira.

O estudando Juan Vitor de Silva Oliveira, de 16 anos, está aprendendo a tocar teclado, atividade que só foi possível depois que ele conseguiu um aparelho de audição. “Eu consegui perceber essa diferença de audição. Eu fiquei muito feliz e hoje, graças a Deus, eu posso dizer que tem mudado minha vida”, disse o estudante. A vigilante Berenice Lacerda recorreu ao Banco do Brasil para financiar o aparelho auditivo do filho Juan. “Muito fácil, foi em torno de 1 hora. Com esse crédito se torna mais fácil para pessoa adquirir (o aparelho auditivo)”, explicou Berenice.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 6,7% da população brasileira possui algum tipo de deficiência. Para 2020, o Banco do Brasil tem a intenção de incrementar o volume de financiamento para esse público e, com isso, apoiar as políticas públicas de inserção das pessoas com deficiência.

Ultimas Noticias

Chuvas em Minas Gerais já fizeram 14 mortos

Os fortes temporais que atingem o estado de Minas Gerais já fizeram 14 mortes, segundo a Defesa Civil do estado. Dezesseis pessoas estão desaparecidas...

Polícia derruba QG do tráfico em Araçás e um é morto

Procurado por diversos delitos, um criminoso foi localizado por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE) Nordeste, em uma casa que utilizava como...

Reynaldo Gianecchini de sunga rosa na canoa e na piscina; confira

De férias em São Miguel dos Milagres, no estado de Alagoas, o ator Reynaldo Gianecchini arrancou elogios dos internautas nesta sexta-feira (24/01). Ele postou...

Justiça Federal determina suspensão dos resultados do SISU

A Justiça Federal de São Paulo determinou a suspensão da divulgação dos resultados do Sistema Integrado de Seleção Unificada (SISU) até que o governo...