Calabar inscreve para curso de modelo que revelou Garota BCS 2019

As inscrições para a nova turma do Projeto Meraki, curso de modelo promovido pela Base Comunitária de Segurança (BCS) do Calabar, estão abertas até a próxima quinta-feira (23). Podem participar crianças a partir de quatro anos, sem limite de idade. Para se inscrever nas aulas que dão noções de passarela, os interessados devem se dirigir pessoalmente à sede da BCS, levando cópia do RG, duas fotos 3×4 e comprovante de residência. As aulas começam no dia 25 de janeiro e vão ocorrer sempre aos sábados, das 14h às 16h.

“O nosso curso de passarela é um dos projetos sociais realizados pela BCS Calabar e Alto das Pombas. Foi iniciado em 2018 e estamos entrando já no terceiro ano de curso. [Quem tem] até 18 anos precisa do responsável para assinar a ficha de inscrição”, orienta a comandante da base, capitã Aline Muniz

Em 2019, o curso revelou o talento de Lorena Lopes, 21 anos, que foi eleita a Garota BCS do bairro e venceu a grande final da 5ª edição do concurso, que reuniu representantes de todas as bases comunitárias de segurança da Bahia.

Para Lorena, o curso proporcionou o aumento da autoestima e transformou a forma como ela se vê. “Eu não tinha noção do que podia acontecer. Para mim, o curso foi muito importante, não somente para início de carreira, mas libertou a Lorena que tinha dento de mim, que não se achava bonita. Ela tinha a autoestima baixa e medo de me relacionar com as pessoas. Depois do Meraki, eu estou totalmente diferente, me amando. Eu nunca teria coragem de cortar o cabelo e cortei. É um sonho”, revela a modelo.

O projeto surgiu a partir da iniciativa de Yasmin Alves, Janaína Gonçalves e Juci Gualberto, todas moradoras do Calabar e que se tornaram instrutoras do curso. “A gente se juntou porque a gente viu a vontade das meninas em aprender passarela e não tinha nenhum curso aqui. E como tinha o concurso, a gente quis trazer até para ajudar as meninas do bairro a se capacitarem melhor”, explica Yasmin, que foi eleita Garota BCS Calabar em 2018.

Além de apresentar técnicas de passarela, o curso também ensina lições sobre como se comportar e prepara para o mercado de trabalho. “A passarela não trabalha apenas com salto e beleza. Trabalha também com a autoestima, educação, o caráter, de saber chegar e sair, sempre com a cabeça erguida. Digamos que aqui não seja uma agência, é um projeto que abre portas para as pessoas que não têm condições de entrar numa agência. Aqui a gente encontra parceiros e um divulga o trabalho do outro”, diz Janaína.

Segunda etapa da campanha de vacinação contra gripe começa hoje

A segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe influenza começa hoje (11) e vai até o dia 8 de junho. Promovida pelo Ministério da...

Caso Atakarejo: vídeo mostra Ian gritando para não ser entregue aos traficantes: “eu não quero”

Um vídeo enviado ao Informe Baiano na noite de segunda-feira (10/05) mostra o momento exato em Bruno e Ian Barros da Silva, 29 e 19 anos, tio...

Tiroteio deixa pelo menos 11 mortos em escola na Rússia

Onze pessoas morreram e mais de 30 ficaram feridas esta manhã durante um ataque a uma escola na cidade russa de Kazan. O ataque foi feito por dois...

Polícia descobre plano de ataque à escola; suspeito queria homenagear autor do massacre de Suzano

A Polícia Civil de São Paulo prendeu hoje (10) um homem de 19 anos suspeito de planejar um ataque a alunos de uma escola no bairro de Americanópolis, na...