Irmão de vereador que teve sítio invadido por miliciano, Alex Lima solicita “rígidas investigações”

Irmão do vereador Gilsinho de Dedé (PSL), dono do imóvel onde ocorreu o confronto que culminou na morte do miliciano Adriano da Nóbrega, o deputado estadual Alex Lima (PSB) comentou por meio de nota a operação em Esplanada. O parlamentar e o legislador esplanadense foram citados por diversas reportagens e alguns veículos nacionais, inclusive, insinuaram que Gilsinho, assim como o resistente, também tinha ligação com a família Bolsonaro. Veja abaixo o comunicado.

NOTA OFICIAL DO DEPUTADO ALEX LIMA

Na manhã deste domingo (09) fomos surpreendidos com a informação de que um ex-capitão da PM do RJ, foragido da Polícia, havia sido morto numa propriedade do meu irmão. Em respeito aos meus eleitores e a todos que acreditam no nosso trabalho, venho a público, com a tranquilidade de quem confia nos esclarecimentos dos fatos, solicitar rígidas investigações a fim de sabermos o que um criminoso foragido fazia numa propriedade particular. Confiamos no trabalho da Polícia, na Justiça e acima de tudo na verdade. Tenho certeza de que os fatos serão apurados e nós estaremos sempre dispostos a contribuir com as investigações.

A escolha não foi da nossa equipe, diz secretário de Segurança sobre morte de miliciano

Últimas Noticias

Coalizão saudita nega responsabilidade em ataque no Iêmen

A coalizão militar liderada pela Arábia Saudita no Iêmen negou, neste sábado (22), a responsabilidade por um ataque aéreo...