Produção industrial baiana recuou 2,9% em 2019

Em dezembro de 2019, a produção industrial (de transformação e extrativa mineral) da Bahia, ajustada sazonalmente, recuou 2,4% frente ao mês imediatamente anterior. Na comparação com igual mês de 2018, a indústria baiana assinalou recuo de 4,7%. No acumulado do ano houve redução de 2,9% em relação ao mesmo período do ano anterior. As informações fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal (PIM) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sistematizadas nesta terça-feira (11) pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI).

No confronto de dezembro de 2019 com igual mês do ano anterior, a indústria baiana apresentou declínio de 4,7%, com oito das 12 atividades pesquisadas assinalando queda da produção. As contribuições positivas vieram de Derivados de petróleo (22,5%), Equipamentos de informática e produtos eletrônicos (60,9%) e Bebidas (3,2%). O setor Metalúrgico (-47,9%) apresentou a principal contribuição negativa no período, explicada, especialmente, pela parada programada para manutenção de indústria de fabricação de barras, perfis e vergalhões de cobre e de ligas de cobre e fios de cobre refinado. Outros resultados negativos no indicador foram observados nos segmentos de Produtos químicos (-18,7%), Veículos (-13,9%), Celulose, papel e produtos de papel (-8,0%), Extrativa mineral (-11,9%), Couro, artigos para viagem e calçados (-17,0%), Produtos de borracha e de material plástico (-3,0%) e Minerais não metálicos (-1,1%).

No acumulado de janeiro a dezembro de 2019, em comparação com o mesmo período do ano anterior, a produção industrial baiana registrou queda de 2,9%. Positivamente, destacou-se o segmento Derivados de petróleo (2,5%), impactado, principalmente, pela maior fabricação de óleos combustíveis e naftas para petroquímicas. Vale citar ainda os avanços em Metalurgia (6,4%), Bebidas (15,0%), Minerais não metálicos (10,8%) e Produtos de borracha e de material plástico (1,5%). Sete dos 12 segmentos da Indústria geral influenciaram o resultado negativo, com destaque para Produtos químicos, que declinou 17,0%, principalmente por causa da menor fabricação de amoníaco, ureia e etileno não saturado. Importante ressaltar também os resultados negativos assinalados por Celulose, papel e produtos de papel (-8,1%), Veículos (-4,5%), Produtos alimentícios (-2,1%), Couro, artigos para viagem e calçados (-3,5%), Extrativa mineral (-2,6%) e Equipamentos de informática e produtos eletrônicos (-1,6%).

Comparativo regional

O declínio no ritmo da produção industrial nacional, com taxa de -1,2%, na comparação entre dezembro de 2019 com o mesmo mês do ano anterior, foi registrado em sete dos 14 locais pesquisados, com destaque para os recuos mais acentuados de Espírito Santo (-24,8%) e Minas Gerais (-13,6%). Por outro lado, registraram as maiores taxas nesse mês Amazonas (12,2%), Rio de Janeiro (4,5%) e Ceará (4,5%).

No acumulado de janeiro a dezembro de 2019, seis dos 14 locais pesquisados registraram taxa negativa, com destaque para Espírito Santo (-15,7%), Minas Gerais (-5,6%), Bahia (-2,9%), Mato Grosso (-2,6%), Pernambuco (-2,2%) e Pará (-1,3%). Por sua vez, Paraná (5,7%) e Amazonas (4,0%) exibiram os maiores avanços no período.

Análise trimestral

No quarto trimestre de 2019, a indústria baiana assinalou queda de 2,8%, repetindo o resultado negativo do terceiro trimestre quando registrou taxa de -5,6%. Destaca-se o setor de Metalurgia, que reduziu a taxa de 3,3% para -23,1%, Couros, artigos para viagem e calçados, que passou de 0,3% para -13,3% e Produtos químicos que passou de -21,3% para -24,9%.

Ultimas Noticias

Lauro de Freitas: prefeitura interdita estabelecimentos que descumprem decretos de prevenção...

Cinco estabelecimentos foram interditados em Lauro de Freitas por não cumprirem medidas de prevenção ao avanço do novo coronavírus. A fiscalização por equipes da...

Foragidos por tráfico e crime contra criança presos pelo Reconhecimento

Dois homens suspeitos de tráfico de drogas e crime contra a criança foram flagrados, no sábado (4), pelo sistema de Reconhecimento Facial da Secretaria...

Cooperativas da agricultura familiar se adaptam à pandemia e garantem venda...

Às vésperas da Páscoa, em meio à crise da COVID-19, cooperativas da agricultura familiar da Bahia que trabalham com chocolates se adaptam para escoar...

Na linha do trem do Lobato, homem executado a tiros

Um homem foi executado na manhã deste domingo (05/04), no Lobato, subúrbio ferroviário de Salvador. O crime aconteceu por volta das 11h, na Rua...