Oposição obstrui e consegue evitar votação do requerimento de urgência de pedido de empréstimo de Rui

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) conseguiu derrubar nesta quarta-feira (12) a votação do requerimento de urgência do pedido de empréstimo de R$ 250 milhões feito pelo governo do estado junto ao Banco do Brasil. Com articulação dos deputados Sandro Régis, líder do Democratas, e Paulo Câmara, líder em exercício da oposição, a bancada conseguiu obstruir a sessão, fazendo com que o requerimento não fosse votado.

A bancada entende que a nova operação de crédito é mais um “cheque em branco” ao governo, que não detalhou onde pretende aplicar os recursos. “A mensagem do governador tem apenas três parágrafos para justificar o pedido de empréstimo. Ele traz apenas informações superficiais, mas precisamos saber detalhadamente onde este dinheiro será aplicado. Do contrário, esse empréstimo é um cheque em branco”, afirmou Régis.

No ano passado, a ALBA aprovou uma operação de crédito de 40 milhões de dólares junto ao Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O democrata lembra que a Bahia tem classificação C na capacidade de pagamento (Capag) e que, por isso, é considerada um estado mau pagador, sem condições de receber garantias da União para operações de crédito, segundo avaliação do Tesouro Nacional.

“Por tudo isso, entendemos que um novo pedido de empréstimo precisa ser melhor debatido, sem tramitação em regime de urgência. Precisamos saber a fundo a real situação fiscal do estado, se há capacidade de pagamento, e, principalmente, onde este recurso será aplicado”, ressaltou o deputado Paulo Câmara, líder em exercício da bancada.

Últimas Noticias

Serviços do Detran-BA são acessados com apresentação de cartão de vacinação

Para acesso a qualquer um dos serviços presenciais do Detran-BA (Departamento Estadual de Trânsito) é necessária a apresentação do...