Oposição vota contra aprovação de novo pedido de empréstimo do governo

A bancada de oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) votou contra, nesta terça-feira (3), o pedido de empréstimo de R$ 250 milhões feito pelo governo do estado junto ao Banco do Brasil. Com esta nova solicitação, a gestão do governador Rui Costa (PT) já realizou nove operações de crédito, que envolveram a volumosa soma de R$ 6 bilhões, o que, no entendimento da oposição, compromete os cofres do estado.

O deputado estadual Sandro Régis (Democratas), líder da bancada, afirmou que o novo empréstimo, aprovado pela Casa, é mais um cheque em branco para o governo. Régis ressaltou que o Executivo nunca prestou contas dos empréstimos contraídos. “Nós não sabemos onde todos estes recursos foram aplicados. A ALBA nunca teve acesso à prestação de contas destes empréstimos. Tenho a sensação de que existe muito mais desperdício desse dinheiro do que mesmo aplicação para melhorar a vida dos baianos”, disse.

Para o líder, o governo repetiu neste empréstimo o modus operandi dos demais. “O governo deveria explicar detalhadamente como, quando e onde será aplicado este montante volumoso de recursos. Acredito que o parlamento deveria tomar outra atitude e cobrar mais transparência nestas operações de crédito”, frisou.

O deputado Targino Machado, líder do Democratas na Casa, também protestou contra a aprovação do novo pedido de empréstimo. “Não é possível que isso continue a existir na Bahia: a aprovação de um empréstimo sem sequer haver um plano de aplicação deste recurso. O volume de recursos destas operações de crédito é absurdo e, sem dúvidas, coloca em risco as contas do estado”, disse.

O deputado estadual Alan Sanches (Democratas), por sua vez, chamou a atenção para o endividamento do estado. “Quero deixar registrado o que esse governo está fazendo com a Bahia, que tem hoje um endividamento bilionário. Quero saber que gestão é essa que só sabe fazer alguma coisa com empréstimo”, declarou.

Últimas Noticias