“Já tem gente em Canabrava passando fome”, diz morador

Quinta-feira, 26 de março, em meio a pandemia do coronavírus, veio a ligação com o triste apelo, em pleno ano de 2020. “Já tem gente em Canabrava passando fome. Tem como fazer uma matéria?”. Tenso e desesperador, mas trata-se de uma realidade que precisamos noticiar e não é para causar pânico, nem histeria, como cita alguns desonestos de plantão. É para alertar, exercer o nosso papel social e pedir a ajuda que, até o momento, só foi enviada pelo Governo Federal ao setor financeiro.

Canabrava, bairro que nasceu na década de 70 nos arredores de um aterro de lixo, é pobre e seus moradores lutam para vencer a extrema desigualdade. A maioria esmagadora sobrevive do comércio informal.

“Estamos pedindo socorro e com essa situação do isolamento social, que a gente entende o motivo, as pessoas estão passando por dificuldades. Chega um momento que a gente não consegue mais ajudar. Começou a apertar pra gente também. Eu sei que não é só Canabrava, tem outras localidades, mas temos que olhar os nossos vizinhos”, relatou Leandro Marques, morador do bairro.

“Muitas pessoas não tem nada mesmo para comer, a coisa tá pegando. Ali na primeira etapa e no final de linha, tem a invasão do campo também. Esse pessoal está passando aperto mesmo. Aí a gente está fazendo essa vaquinha, essa ação aí”, relatou Sandro Marinho.

Quem poder doar alimentos e/ou ou materiais de higiene, os locais de arrecadação são o Bar de Geovani, o Bar de Val Gordo e o depósito de Bebidas Oliveira. A ação é coordenada pela equipe do Natal Sem Fome, pelo supermercado Mix e pelos líderes comunitários Paulinho Preto, Leandro Expedido, Lula Escovão, Têto, Deivisson Gêmeo, Coelho, Cosminho, Guri, Vanito, Tatá, Heloisa e Sandro Marinho.

Mais informações, basta entrar em contato através dos telefones (71)98742-2812 e (71)98785-0904.

Ao tomar conhecimento da situação, a Secretaria Municipal de Promoção Social e Combate à Pobreza enviou nota ao IB e informou que uma equipe de Abordagem vai entrar em contato com os moradores citados na reportagem, na próxima sexta-feira (26), para que seja agendada uma visita técnica à localidade no bairro de Canabrava, e avaliar a possibilidade de ofertar benefícios sociais.

Últimas Noticias

Sono ruim afeta 65% dos brasileiros; mulheres sofrem mais

Os brasileiros dormem muito mal, e a pandemia de covid-19 pode ter contribuído para agravar ainda mais o problema....