A briga dentro dos partidos para ser vereador de Salvador; quem são os favoritos?

Abstenção maior, coeficiente menor e grandes possibilidades da renovação superar 50%. São 43 vagas e uma grande disputa interna. Quem deve fazer a maior bancada de vereadores da Câmara Municipal de Salvador? Quais os partidos mais organizados? E os nomes, quais os candidatos de cada legenda com maior envergadura e portanto, chances reais de vencer as eleições? O Informe Baiano conversou com lideranças políticas, escutou assessores, analisou redes sociais e também esteve nos bairros da capital. O presente estudo não trata-se de pesquisa de intenção de votos e sim, de uma interpretação de cenário que pode mudar e sofrer alterações. Daqui a 2 meses, um novo levantamento, com outra perpectiva e olhar, será divulgado. Confira abaixo o estudo!

DEM – Trabalha para eleger 12 vereadores, mas o mundo político sabe que, matematicamente, a missão é quase impossível e o formato de eleição proporcional sem coligação dificulta ainda mais o cenário. Internamente, os mais otimistas acreditam que o partido elege 9 vereadores, mas a projeção mais confiável é o número do ex-capitão Dunga: 8. Há pelo menos 20 nomes de peso, sendo que 10, juntos, somam 100 mil votos. Outros 10 devem superar os 6 mil, cada. A votação de legenda do DEM gira em torno de 40 mil, número razoável, já que com ACM Neto, no auge em 2016, a sigla bateu 67 mil votos. Ou seja, nessa conta rápida, já temos a marca de 200 mil votos. Estimando que o DEM consiga mais 40 mil votos com a ‘rabada’, que é um número bem relevante, totaliza-se 240 mil votos. Quanto será o coeficiente eleitoral? 28 mil? Se dividirmos 240 por 28, temos o resultado de 8,5. Ou seja, são 8 vagas mesmo. Entre os favoritos estão: Duda Sanches, Beca, Kiki Bispo, Marcelle Moraes, Paulo Magalhães Júnior, Cláudio Tinoco, Cátia Rodrigues, Palhinha, Alexandre Aleluia, Binho de Ganso, Irá Kannário, Leokrete do Brasil, Felipe Lucas, Pedro Godinho, Demétrio Oliveira, Alex Mine e Vado Malassombrado.

PT – Partido tradicional e consolidado na capital baiana, terá candidato a prefeito e com isso, deve abocanhar um número considerado de votos de legenda. A expectativa é eleger entre 3 e 4 vereadores, mas vai depender muito do “grau de vontade” do governador Rui Costa, além do desempenho da pré-candidata Major Denice, que é uma interrogação. Os nomes mais expressivos são: Suíca, Marta Rodrigues, Ana Rita Tavares, Gilmar Santiago, Lessa, Paulo Mota, Jhones Bastos e Tiago Ferreira.

Republicanos – Liderado na Bahia pelo deputado federal Márcio Marinho, a legenda vai indicar o vice-prefeito da chapa comandada por Bruno Reis. Na reta final, perdeu alguns candidatos, mas uma força-tarefa liderada pelo vereador Luis Carlos e pelo deputado federal João Roma conseguiu contra-atacar e atrair nomes fortes, inclusive, muitos conselheiros tutelares. Não é fácil, mas quer eleger, no mínimo, 3 vereadores. Entre os nomes de peso estão: Luis Carlos, Bispo Júlio, Ireuda Silva, Repórter Jorge Araújo, Sacra da La Fúria, Igor Manassés, Almir Barreto, Radialista Mateus Ramos e Alberto Braga.

Patriota – Ousado e também audacioso, o partido das lideranças conta com uma “rabada” diferenciada e com muitos candidatos testados nas urnas. Atraídos pela garantia de que só teria um candidato com mandato, os integrantes acreditam que podem eleger até 4 vereadores, sendo um na ‘volta da sobra’. No pior cenário, 3 conseguem a tão sonhada vaga. Os estudos internos indicam que, exceto o vereador Daniel Rios, os favoritos tem entre 3 e 5 mil votos. Entre os nomes com mais destaque estão: Daniel Rios, Sandro Bahiense, Márcio Ribeiro, Roberta Caires, Plácido Faria, Átila do Congo, Geno Bombeiro, Régis Moura, Tuico Profeta, Mazinho Rifas e Patruska dos Animais.

PDT – Montador de partido, Leo Prates sempre foi ‘linha de frente’ das campanhas lideradas por ACM Neto e na condição de presidente municipal, comanda as articulações da chapa proporcional da legenda. O ex-democrata, que é pré-candidato a prefeito, prepara algumas “surpresinhas” e conta com o apoio incondicional de Ciro Gomes, principal líder da sigla brizolista. Além disso, o PDT tem uma militância jovem e está inserido em diversos movimentos e segmentos da cidade. A expectativa é que consiga garantir 5 cadeiras, mas deve eleger 3. Os principais nomes são: Henrique Carballal, Randerson Leal, Anderson Ninho, Aldo de Ciro Gomes, Odiosvaldo Vigas, Omar Gordilho, Jairo Rosa e Gazzo do Sintepav.

MDB – Liderado pelo hábil Geraldo Júnior, o partido sabe dialogar com ACM Neto e tem conseguido efetivar todas as demandas solicitadas. Aos 45 minutos do segundo tempo, dizem as “boas línguas”, a mangueira jorrou e os caciques conseguiram bons nomes. Deve eleger 3, mas o objetivo é maior. Entre os favoritos estão: Geraldo Júnior, Maurício Trindade, Alfredo Mangueira, Bento Júnior, Pedrinho PP, Nestor Neto, Paulo Henrique Carneiro, Jorge Bastos, Cláudio Silva e Pedro Sales.

PSDB – Considerado um dos principais aliados de ACM Neto, o PSDB tem força na capital e seus líderes conhecem muito bem o jogo político. A expectativa é eleger 2 ou 3 vereadores. Os nomes que pintam como favoritos são: Tiago Correia, Cris Correia, Téo Sena, Atanázio Júlio, Sergio Nogueira, Euvaldo Jorge e Kabrocha de Paulo Câmara.

Podemos – A legenda aposta principalmente em nomes novos, alguns desconhecidos do mundo político e na pré-candidatura do deputado federal Bacelar, para surpreender e ultrapassar os 110 mil votos. Não é fácil eleger 3 ou 4 vereadores, conforme projeta internamente o partido, mas subestimar a capacidade de articulação de Bacelar e seus assessores também não é plausível. Inclusive, a sigla ficou conhecida como Fênix, pois sempre dar a volta por cima e ressurge das cinzas. Tem candidatos nos 4 cantos de Salvador. Entre os nomes mais fortes estão: Emerson Penalva, Toinho Carolino, Sidninho, Janaína Rios, Cláudio Abdala, Sullivan Suburbano, Eric de Itapuã e Jacson Souza.

Avante – Liderado pelo Pastor Sargento Isidório, pré-candidato a prefeito e deputado mais votado da história de Salvador, o Avante deve eleger 3 ou 4 vereadores. É um partido leve e que tem uma formação bem consolidada. Nos bastidores, a expectativa é que tenha o vereador mais votado da capital, Tancredo Isidório, que pode superar os 20 mil votos. Tem ainda outros nomes que circulam bem nos bairros periféricos, a exemplo da enfermeira Débora Santana e do líder Jair Ferreira, ambos com trabalho consolidado. A legenda, majoritariamente de ‘neófitos’, conta ainda com uma legião de ‘japoneses’, como por exemplo, Beta Reis, Eliaide Cardoso, Marcos Vinícius da Fundação e Marcos do Camarão.

PTB – Comandado em Salvador por Carlos Muniz, que já foi o vereador mais votado, o partido vem forte. A lista de candidatos tem mais de 20 nomes testados nas urnas, mas mescla também com pessoas novatas e de grande influência nas redes sociais. Não será surpresa se a sigla conseguir 3 cadeiras. Os principais nomes são: Carlos Muniz, Gusmão de Fabíola, Dr. Zé Antônio, Alex Alemão, Luck Santiago l, Ivan Gesley, Pastor Roberto Menezes e MC7kssio.

PCdoB – Os comunistas não brincam quando o assunto é política eleitoral e contam com muitos candidatos testados nas urnas. Também estão trabalhando nomes novos. Deve garantir 2 cadeiras, mas a depender do desempenho de Olívia Santana, pré-candidata a prefeita, o número pode ser mais favorável. Entre os favoritos estão: Hélio Ferreira, Aladilce, Everaldo Augusto, Ângela Guimarães da Unegro, Augusto Vasconcelos e Xavier Pato Rôco.

PMN – Nanico, o partido agiu como mineirinho e foi comendo pelas beiradas. Muitos dizem que elege apenas um edil, mas quem teve acesso a lista de candidatos do partido garante que o número certo é 2. Entre os principais nomes estão: Adriano Meirelles, Marcelo Maia, Sangue Novo, Fabrício Araújo, Radialista Paulo Axé ou Alemão, André Soares, Amilton de Castelo Branco, Missionária Isabel e Professor Roberto de Canabrava.

PSL – O ex-secretário de Esportes e Trabalho Alberto Pimentel é o nome mais conhecido da sigla, conhecida por levantar a bandeira da renovação. A expectativa é que eleja 2 vereadores, sendo um deles o menos votado de Salvador com 3.200 votos. O partido tem o maior tempo de rádio e televisão, além de um fundo partidário considerável.

Cidadania – Joceval Rodrigues, político experiente e hábil, é o líder do partido. Pelo menos um vereador elege. Mas a luta é para fazer dois. Além de Joceval, conta com nomes que caminham bem nas comunidades, a exemplo de J. Carlos Filho e do filho de Plataforma, Lourival Evangelista.

PL – Pode fazer dois vereadores. Isnard Araújo, ligado a igreja Universal, é o favorito para abocanhar a primeira vaga. Se fizer o segundo, deve ser Irmão Lázaro.

PSC – Tenta eleger dois candidatos, mas a chapa está carente. O certo mesmo é uma vaga que deve ser disputada voto a voto por Ricardo Almeida e Lorena Brandão. Corre por fora Elton Pinto da M12.

PV – A disputa interna é forte por uma cadeira e três pintam como favoritos. São eles: Osvaldo de Cassange, André Fraga e Eliel.

Novo – Chances reais de eleger Priscila Chammas. Se não for no coeficiente, vai na ‘volta da sobra’.

PSOL – Laina Crisóstomo e Marcos Mendes são os favoritos na disputa por uma vaga.

PSB – Silvio Humberto e José Trindade brigam internamente por uma vaga.

PSD – Edvaldo Brito é o favorito para conquistar uma vaga.

Solidariedade – Luta para conseguir uma vaga e o favorito é Fábio Souza, mas o partido enfrenta dificuldades na montagem da chapa proporcional.

DC – Nos bastidores, comenta-se que Sabá pode ser eleito na ‘volta da sobra’.

PRTB – Tem pré-candidato a prefeito, que é o vereador Cezar Leite. Deve atingir os 28 mil votos, mas pode pagar caro por não ter nenhum nome com envergadura e sofrer o mesmo golpe do finado PEN, em 2016, quando nenhum candidato atingiu 10% do coeficiente.

PROS – Celsinho Cotrim e Popó são dois nomes conhecidos do partido, que pode eleger um vereador. Mas é uma incógnita.

PMB e PSTU – Dificilmente conseguem eleger algum candidato.

PP – Briga para eleger pelo menos 1 e o mais forte na sigla, comenta-se nos bastidores, é Aritana de Oxóssi, que desistiu do DEM aos 45 minutos do segundo tempo.

PTC e Rede – Podem eleger com a ‘volta da sobra’, mas dificilmente atingem o coeficiente.

PRF prende homem logo após assaltar um ônibus em trecho baiano da BR 324

Na madrugada de hoje (30), um homem de 23 anos foi preso pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) logo após assaltar um ônibus em trecho baiano da BR...

Suco detox de maçã e limão para emagrecer enquanto dorme

Sim, leu bem. Há um suco verde com maçã, limão, pepino, hortelã e limão que ajuda a depurar o organismo e a desintoxicar o corpo enquanto dorme. Embora...