João Roma diz que agressão a jornalistas fere democracia brasileira: “Ignorância e covardia”

O deputado federal João Roma (Republicanos) afirmou que as agressões a jornalistas registradas neste domingo (3) durante manifestações realizadas em Brasília são um atentado à liberdade de imprensa e ferem a democracia brasileira. Na capital federal, uma equipe do jornal ‘O Estado de São Paulo’ foi atingida por chutes, murros, empurrões e rasteiras enquanto cobria o ato. Profissionais de outros veículos de comunicação também relataram agressões, a exemplo do jornal Folha de S. Paulo.

“A agressão aos jornalistas é um atentado à liberdade de imprensa e fere a democracia brasileira. É inadmissível que a ignorância e a covardia tomem o espaço da harmonia nas relações em nosso país. Precisamos, antes de tudo, ter uma postura civilizada. É nosso dever, enquanto líderes, inspirar boas atitudes, bons comportamentos e trabalhar pelo avanço da nação e pela integridade do nosso povo. É isso que a sociedade espera de nós”, afirmou Roma.

O deputado enfatizou o relato feito pelo repórter fotográfico Orlando Brito, do site Os Divergentes, um dos agredidos durante a manifestação. “Fiquei muito triste e indignado com o relato do amigo Orlando Brito, falando do episódio lamentável. Conheço Orlando há mais de 20 anos, é um grande fotógrafo e estava trabalhando quando presenciou o ocorrido, sendo também covardemente agredido”, disse.

Roma destacou que a liberdade de imprensa é um preceito fundamental da democracia. “Minha solidariedade aos profissionais que, no livre exercício de suas funções, foram agredidos. Manifestações são legítimas, desde que exista tolerância e respeito, do contrário, é barbárie e, em um estado democrático, não cabe essa conduta”, frisou.

Últimas Noticias

Pedro Tavares quer instituir a Política de Estímulo ao Empreendedorismo do Jovem do Campo

Formar jovens empreendedores rurais, de forma a transformá-los em líderes em suas áreas de atuação, estimulá-los a atuar de...

Como vai funcionar o vale-gás? Confira