Desenbahia avaliará proposta para o Transporte Escolar

Representantes do segmento de transporte escolar da Bahia se reuniram, através de uma audiência virtual, na manhã desta quinta-feira (25.06), com o da Agência de Fomento do estado da Bahia – Desenbahia, Francisco Miranda, o diretor de Operações, Paulo Costa, o diretor de Negócios, Agenor Martinelli, o gerente de Negócios da agência, Marco Silva, e a deputada estadual .Olívia Santana, com intuito de discutir uma linha de crédito específica da Desenbahia, que ajude os trabalhadores e trabalhadoras do segmento durante a pandemia da .

Durante sua fala, a deputada Olívia Santana agradeceu a atenção da Desenbahia e lembrou da importância de uma alternativa de crédito para o segmento, que teve sua atividade totalmente inviabilizada com a pandemia. “Este segmento é o único, do ramo de transporte, que teve suas atividades 100% suspensas. Além da sobrevivência diária, eles estão enfrentando as dívidas e recebendo ameaças do sistema financeiro, em relação à tomada de veículos que estão com prestações atrasadas”.

O vice- da Federação Brasileira de Transporte Escolar, Carlos Eduardo ressaltou que o trabalho do transporte escolar é uma renda estritamente familiar e precisa de um olhar mais específico. “É muito triste a forma com que o Federal tem olhado para a pandemia. A maior parte destes trabalhadores não entraram no auxílio emergencial devido ao limite de renda anual. Os bancos estão pressionando o pagamento das dívidas, ameaçando tomar os veículos, a pressão está muito grande. O que esperamos da Desenbahia é que tenha um olhar específico, como sempre teve, no sentido de garantir uma renda mínima para estes trabalhadores. Essa proposta do financiamento, ou antecipação é uma alternativa mais que justa e esperamos que os senhores implementem”, declarou Carlos Eduardo.

Durante a conversa foi pontuado que outros estados também estão estudando a proposta, e alguns já implementaram.
O diretor da Desenbahia, Francisco Miranda, enfatizou que a instituição está renegociando contratos do segmento do transporte escolar, taxistas e outros clientes, sem cobrar mora, e não está abrindo nenhum processo de restrição judicial. Quanto ao pleito da categoria, o afirmou que a questão será estudada pela Desenbahia. “ Teremos uma reunião com o conselho na próxima semana e vamos levar este assunto para estudar como poderá ser feita a ajuda. É importante que seja encaminhada uma proposta do segmento para nos subsidiar nesta reunião que teremos com o conselho”.

A categoria sinalizou que até amanhã enviará uma proposta para os 1.800 trabalhadores e trabalhadoras do segmento de transporte escolar, na Bahia.

Adriana Araújo deixa Record e revela atritos

Na últimas semana, a jornalista Adriana Araújo deixou a bancada do “Jornal da Record” e foi transferida para o “Repórter Record Investigação”, pegando os telespectadores da emissora...

Cantor Pablo faz transplante capilar após dano com secador e excesso de químicas

O cantor Pablo resolveu aproveitar o período de distanciamento social e o cancelamento dos shows, por conta da pandemia do coronavírus, para se submeter a uma cirurgia...

Ansel Elgort fala sobre relacionamento com fã e nega estupro

O ator Ansel Elgort, de "A Culpa é das Estrelas", utilizou o Instagram para negar as acusações de abuso sexual. Ele afirmou que teve um relacionamento consensual com...

Artistas se unem em defesa de indígenas ameaçados pelo coronavírus

Um concerto que será transmitido ao vivo pela internet hoje (21), às 16h, reunirá artistas da música brasileira e internacional para apoiar os indígenas de florestas tropicais...