Em live, trabalhadores do Transporte Escolar de Salvador pedem socorro ao vereador Helio Ferreira

Em uma série de lives no Instagram, proposta pelo vereador de Salvador Helio Ferreira, na última terça-feira (30/06) foi a vez da categoria do Transporte Escolar de Salvador destacar como está passando pela pandemia do novo coronavírus. Justamente por conta dessa situação que o país vive, foi criado o movimento SOS Transporte Escolar, já que os trabalhadores passam por sérios problemas financeiros e a prefeitura de Salvador ainda não se manifestou com nenhum auxílio.

A condutora escolar e líder do movimento, Cristiane Rodrigues, expôs a atual situação desses profissionais. “Todos nós estamos parados há mais de três meses e a prefeitura não está ajudando em nada. Em uma entrevista à Rádio Sociedade da Bahia, o secretário de mobilidade Fábio Mota disse que nossa categoria tem um perfil econômico diferente, mas essa não é a realidade. Os colegas estão passando por sérias dificuldades para se sustentar”, comentou.

Um dos pleitos da categoria é que, enquanto durar a pandemia, a gestão municipal utilize dos serviços desses condutores para levar EPIs nos hospitais, transporte de algum funcionário da saúde ou alguma atividade nessa linha. “Sempre estamos ajudando a cidade de Salvador. Quando existe alguma greve dos coletivos a prefeitura pede e nós prestamos auxílio no transporte, mas agora que a categoria precisa, os gestores estão negando qualquer tipo de assistência”, explicou Cristiane.

De autoria do vereador Helio Ferreira, um projeto de indicação pede que os trabalhadores de transporte escolar sejam incluídos no programa de auxílio emergencial ‘Salvador Por Todos’ durante o período da pandemia do novo coronavírus. “Abraçamos essa categoria e a prefeitura precisa ser mais sensível. Esses companheiros estão com a renda comprometida já que seus clientes também foram atingidos pelas medidas de combate à COVID-19 e as escolas estão com suas aulas presenciais suspensas. O município precisa considerar eles como grupo vulnerável economicamente no período da pandemia”, destacou Helio Ferreira.

Ainda durante a live com os profissionais do Transporte Escolar, o vereador conversou com a presidente da Associação de Transportador Escolar e Turismo do Estado da Bahia (Atest) e representante da Febrat da Bahia, Isabel Menezes. Visivelmente emocionada por conta da situação, ela não conteve às lágrimas. “Muitos desses guerreiros moram de aluguel e estão há mais de 3 meses sem trabalhar. Uma colega morreu da Covid-19 e a família precisou de ajuda para fazer o enterro. Todos estão sofrendo muito e, para piorar, não conseguem pagar as parcelas do carro, inclusive alguns desses veículos estão em busca e apreensão”.

A Prefeitura de Salvador ainda não se manifestou sobre conceder o auxílio ‘Salvador Por Todos’ para a classe e/ou utilizar os serviços da categoria durante a pandemia.

O Vereador Helio Ferreira realiza Lives toda terça-feira, sempre as 19h, no seu Instagram pessoal @helioferreiravereador.

Brasil chega a 15,19 milhões de casos e 422,3 mil mortes por covid-19

O Brasil registra, até o momento, 422.340 mortes por covid-19. Em 24 horas, foram confirmados 1.024 óbitos e 38.911 novos casos. No total, 15.184.790 casos foram diagnosticados...

Motorista flagrado com 1500 munições de fuzil

Uma carga com 1500 munições de fuzil AK e uma pistola Glock 9mm com dois carregadores foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde deste domingo(09/05),...

Governo baiano prorroga toque de recolher até 17 de maio

O Governo do Estado decidiu prorrogar a restrição da locomoção noturna de pessoas das 21h às 5h, em toda a Bahia, até o dia 17 de maio....

Festa de aniversário termina com 7 mortos

Sete pessoas morreram, neste domingo (09/05), durante um tiroteio em uma festa de aniversário, onde família e amigos se juntaram, em Colorado Springs, nos EUA. A polícia...