Mais de 1.170 profissionais da saúde já foram atendidos no pronto-atendimento do Rio Vermelho

Com 1.173 profissionais de saúde atendidos até ontem (1º) no pronto-atendimento criado pela Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), localizado no prédio da antiga Faculdade Ruy Barbosa, no Rio Vermelho, em Salvador. A unidade é o principal equipamento de apoio para quem trabalha na linha de frente de combate à Covid-19 e é administrado pela Fundação Fabamed. Dos profissionais que compareceram ao centro, 791 fizeram o teste do tipo RT-PCR, que é o padrão ouro para detecção do coronavírus, com 155 resultados positivos, 273 negativos, e 363 aguardam resultado.

O centro é exclusivo para profissionais que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS) e apresentem suspeita de contaminação pelo novo coronavírus. O dia mais movimentado foi a última segunda-feira (29), com 112 atendimentos e 79 amostras de swab nasal coletadas. O ambulatório montado na unidade é uma extensão do Hospital Santa Clara e oferece dez leitos, sendo oito de observação e dois de estabilização, com respiradores. A unidade possui 42 profissionais entre médicos, maqueiros, técnicos em enfermagem e psicólogos.

O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, afirma que “a estrutura garante a segurança de quem está no combate direto ao coronavírus e dos seus familiares. Quem trabalha na área da saúde, em qualquer esfera, estadual ou municipal, não precisa disputar leitos ou atendimentos nas unidades que já estão recebendo uma demanda maior, por causa da pandemia. É importante também porque precisamos destes profissionais trabalhando na rede e, com o atendimento, a tendência é que eles voltem aos seus postos mais rapidamente.”.

Portas abertas

Segundo o superintendente da Fundação Fabamed, José Saturnino Rodrigues, para serem atendidos, os profissionais da saúde não precisam passar pela regulação, pois é um ambulatório de portas abertas. “Se o profissional de saúde apresentar os sintomas da Covid-19, ele pode vir para a unidade, onde é feita a triagem. Será avaliada a gravidade do paciente, o teste será enviado para o Lacen (Laboratório Central de Saúde Pública) e o resultado é enviado para o paciente”, ressalta o superintendente.

Rodrigues informa que, caso o quadro clínico do paciente venha a se agravar enquanto ele está sendo atendido e fazendo os exames, ele será transferido automaticamente para o Hospital Santa Clara, que é uma unidade de referência para pacientes com coronavírus.

Últimas Noticias

Mãe e filha sequestradas e mortas no Caji de Lauro de Freitas

Duas mulheres foram assassinadas na noite de sábado (23/10), no bairro de Caji, em Lauro de Freitas. O crime...