Soldados da Rondesp BTS e ‘X9’ acusados de execuções nas regiões de São Caetano e Valéria

A Força-tarefa de combate a grupos de extermínio e extorsão da Secretaria da Segurança Pública cumpriu, na manhã desta sexta-feira (17/07), dois mandados de prisão temporária contra dois soldados PM, lotados na Companhia Independente de Policiamento Tático /Baía de Todos os Santos (Rondesp BTS). A dupla foi presa após se apresentar na unidade onde é lotada.

Um homem acusado de integrar o grupo de execução também foi localizado, na quinta-feira (16), no bairro do Caji, Lauro de Freitas. Conforme a fonte do Informe Baiano, ele também atuava como X9 (informante) do grupo.

A “Operação Renascimento” também cumpriu cinco mandados de busca e apreensão nas casas dos alvos e na sede da CIPT, sendo apreendidos três pistolas, dinheiro, um aparelho celular e relógios.

Expedidos pela 1ª Vara do Tribunal do Júri de Salvador, os mandados que têm validade de 30 dias, são referentes à morte de uma mulher e a tentativa de homicídio contra um homem que tinha envolvimento com o tráfico de drogas, crimes ocorridos no dia 1º de maio deste ano.

O casal foi levado para um matagal na BA-528, no bairro de Valéria, e atingido por vários disparos. A mulher morreu e o homem, mesmo algemado e ferido, conseguiu pedir socorro no Hospital do Subúrbio.

O grupo era investigado há cerca de seis meses pela participação em outros crimes ocorridos em São Caetano, Pirajá, Marechal Rondon, Fazenda Grande, dentre outros bairros.

De acordo com o coordenador da Força-tarefa e corregedor da SSP, Nelson Pires, as ações de combate à má conduta policial são realizadas de forma conjunta com as polícias Militar e Civil.

Últimas Noticias