Apresentadora da Globo é demitida após denunciar assédio do “João de Deus da redação”

A apresentadora Ellen Ferreira foi demitida na quinta-feira (23/07) da Rede Amazônica Boa Vista, afiliada à Rede Globo em Roraima. A jornalista participou do rodízio de apresentadores do Jornal Nacional e a decisão da empresa teria ocorrido após uma denúncia de assédio que a profissional fez.

Conforme Leo Dias, do Metrópoles, depois de se recuperar da Covid-19, que contraiu no início do mês, Ellen foi chamada à sede da afiliada e acreditava que voltaria ao trabalho. No entanto, foi surpreendida com papéis de demissão já prontos. A direção teria alegado reestruturação para justificar a demissão. 

Ellen Ferreira afirmou que tudo aconteceu após denunciar um diretor de jornalismo por assédio moral. Ela afirma que outros funcionários também fizeram o mesmo.

“Edison Castro é um psicopata que já havia passado pelas redações de Goiás, Maranhão e Tocantins. Homofóbico, racista, gordofóbico. Praticava assédio moral e sexual, deixou toda a equipe doente. Uma moça da TV Anhanguera [Goiás] chegou a tentar se matar por causa dele. Debochava de um repórter que era gay. Chamou o cabelo de uma repórter negra de moita feia”, desabafou.

A apresentadora conta, ainda, que chegou a desenvolver crise de ansiedade neste ano por conta da relação com o diretor: “Ele dizia que eu era repugnante, gorda, que me vestia mal. Me ameaçava de demissão constantemente. A fama dele era de o João de Deus da redação. Havia gente que desejava bater nele”. 

Sem receber apoio do outros chefes dentro da emissora, a jornalista decidiu enviar um e-mail a Ali Kamel, diretor de jornalismo da Globo, relatando tudo o que acontecia.

Ela também conta que montou um dossiê, junto com vários outros funcionários, e enviou ao Sindicato dos Jornalistas de Roraima (Sinjoper). Com a pressão, o homem foi demitido da Rede Amazônica no dia 29 de junho.

No entanto, ela acredita que ele tenha mantido a influência na emissora, conseguindo sua demissão. “Meu sonho foi interrompido. Eu estava escalada para apresentar o Jornal Nacional mais duas vezes esse ano, mas foi adiado por conta da pandemia. Agora, estou demitida”, desabafou.

Apesar disso, Ellen não se arrepende:  “Eu lutei por uma equipe. Fiz o que foi necessário para acabar com aquela palhaçada e faria de novo. Acabaram com meu sonho, mas eu tenho saúde e vou conseguir me recuperar”.

Confira os alimentos que jamais devem ser colocados na geladeira

É óbvio que pretende preservar durante o máximo de tempo possível os alimentos que compra, contudo a melhor solução nem sempre é colocá-los na geladeira... Uma lista de...

Meio milhão em cocaína que iria para o CV do Nordeste de Amaralina é interceptado

As polícias Civil e Militar apreenderam 10 kg de cocaína, na tarde desta segunda-feira (10/05), no estacionamento de um supermercado localizado na Avenida Bonocô, em Salvador. Informações...

Seguem abertas inscrições para 44 cursos de qualificação profissional

A Secretaria da Educação do Estado (SEC) segue com as inscrições abertas, até 19 de maio, para 44 cursos de qualificação profissional (Formação Inicial e Continuada –...

Portadores de diabetes assistidos pelo SUS podem acessar postos para vacina

As pessoas com diabetes que fazem tratamento na rede pública ou que retiram medicamentos de uso contínuo em unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) da capital...