Dias dos Avós e a companhia dos pets

Estudos revelam que a convivência entre idosos e animais faz com que os humanos sejam mais felizes e saudáveis. Os idosos ficam mais ativos e se sentem com mais “bem-estar” do que quando estão sozinhos ou na companhia dos humanos, revela um estudo realizado pela National Center For Biotechnology Information.

Segundo a advogada Bruna Holtz, especialista em direito dos animais, esse encontro pode ser de grande valor emocional para os idosos, já que os animais são espirituosos e conseguem despertar emoções das quais não estão acostumados.

Para ela, muitas famílias que convivem com idosos precisam passar o dia fora, trabalhando, quase não tem tempo disponível para eles, mas quando se tem um animal em casa, muitos querem participar da rotina desse animal, ajudando nos horários da alimentação, brincam com eles e até conversam!

Para Holtz, os idosos conseguem lhe dar melhor com a ausência de seres humanos quando se tem a presencia de um animal de estimação.

Isso sem dúvidas aumenta a alegria e diminui a ansiedade, podendo reduzir a quantidade de remédios e melhorar a qualidade de vida deles!

A pet terapia é uma técnica terapêutica que conta com o apoio dos animais para tratamento de pessoas portadoras de problemas de saúde, e é usada como principal alternativa que dispensa medicamentos para hipertensão, muito comum em idosos, e responsável por um grande número de óbitos no mundo. Os animais se mostram verdadeiros antídotos contra o estresse e a ansiedade, fatores que muito contribuem para o aparecimento das doenças na terceira idade.

Além da companhia que os bichinhos oferecem, os animais são apontados como verdadeiros “remédios” que diminuem sintomas de diversas doenças. De acordo com a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, cuidar de animal de estimação e estabelecer laços com eles também reduz agressividade acusada pela demência em pessoas mais velhas. Por isso a terapia é tão importante: combate a solidão, evita os sintomas da depressão e leva muitas alegrias ao nossos queridos idosos.

ESTÍMULO À ATIVIDADE FÍSICA E SOCIAL

Os passeios com o pet criam no idoso senso de responsabilidade, eles se sentem protetores e não só protegidos! Além disso, quando começam a conviver com animais, os idosos ficam fisicamente mais ativos e diminuíram níveis de colesterol, glicemia e pressão alta, deixando-os mais seguros e amados por causa de toda a atenção que o pet lhes proporciona.

O animais tem poder reabilitador, de despertar a sensibilidade e os mais puros sentimentos nos seus donos. A companhia de um pet traz uma relação direta com o meio ambiente e de companhia, a sensação que nunca estar só.

Por essa razão a Terapia Assistida por Animais (TAA) nos idosos tem o poder de levar grande alegria, desencadeia bem-estar, saúde emocional, física, social e cognitiva em pacientes psiquiátricos, hospitalizados e idosos moradores em instituições.

Brasil chega a 15,19 milhões de casos e 422,3 mil mortes por covid-19

O Brasil registra, até o momento, 422.340 mortes por covid-19. Em 24 horas, foram confirmados 1.024 óbitos e 38.911 novos casos. No total, 15.184.790 casos foram diagnosticados...

Motorista flagrado com 1500 munições de fuzil

Uma carga com 1500 munições de fuzil AK e uma pistola Glock 9mm com dois carregadores foi apreendida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na tarde deste domingo(09/05),...

Governo baiano prorroga toque de recolher até 17 de maio

O Governo do Estado decidiu prorrogar a restrição da locomoção noturna de pessoas das 21h às 5h, em toda a Bahia, até o dia 17 de maio....

Festa de aniversário termina com 7 mortos

Sete pessoas morreram, neste domingo (09/05), durante um tiroteio em uma festa de aniversário, onde família e amigos se juntaram, em Colorado Springs, nos EUA. A polícia...