Caetano Veloso chama Bolsonaro de “incompetente” e dispara: “pesadelo absoluto”

O cantor e compositor Caetano Veloso fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro em um entrevista ao jornal britânico The Guardian. A reportagem lembrou o tempo que o artista baiano passou exilado em Londres, na Inglaterra, na época da ditadura militar. O jornal ressaltou que o atual governo brasileiro tem vários militares ocupando cargos importantes principalmente em ministérios.

“Ter um governo militar é horrível e Bolsonaro é tão confuso, tão incompetente. O governo dele não fez nada”, bradou. “O que o executivo brasileiro fez no período desde que ele foi presidente? Nada Não houve governo, apenas uma raquete de insanidades”, acrescenta Caetano.

O cantor também classificou de “um pesadelo absoluto” as manifestações bolsonaristas com faixas pedindo o fechamento do Congresso e a volta do AI-5, decreto que restringiu a liberdade de expressão no país.

Ao longo da entrevista, ressalta o aumento do desmatamento na Amazônia e afirma que Bolsonaro tem seguido uma política de desmantelamento da cultura no país. “Tudo o que foi feito na Amazônia foi incentivar o desmatamento ; tudo o que foi feito na esfera cultural tem a ver com o desmantelamento … museus, grupos de teatro, produtores de música e cinema.”

Ainda de acordo com Veloso a postura do presidente diante da pandemia tem sido “catastrófica”. “É bestial, e o presidente mantém sua posição, mesmo tendo sido infectado . Ele nem se comportou como Boris Johnson [primeiro-ministro do Reino Unido], que mudou de orientação depois de ser infectado ”, disse Veloso, que saiu de casa apenas uma vez desde o início da pandemia pelo nascimento de seu neto, Benjamin.

Últimas Noticias