O chilique do policial da 37ª CIPM; porque isso?

Editorial

Um acidente ocorreu na tarde desta sexta-feira (31/07), na Avenida Lima e Silva, próximo ao Plano Inclinado, no bairro da Liberdade, em Salvador. Na ocasião, um funcionário do site Informe Baiano passava no local, estacionou a moto e registrou fotos, além de vídeos distante do local.

Um policial percebeu e se aproximou. Inexplicavelmente, exigiu que as imagens fossem apagadas. Também gritou, xingou e deu verdadeiro chilique. Porque isso? Será que ele estava fazendo algo de errado? Queria esconder algo? Então, um cidadão não pode filmar uma cena em via pública?

Porque a exigência de apagar as fotos? O coronel Anselmo Brandão orienta a tropa assim? Temos CERTEZA que não. Gostaríamos de saber o motivo de tanto desrespeito e truculência contra cidadãos. Não conseguimos o nome do indivíduo responsável pelo ataque a imprensa e a democracia, mas esperamos que o comandante da unidade tenha a decência de apurar e reprimir esse tipo de atitude.

Apesar do ataque de fúria, duas fotos foram mantidas no aparelho. Vale salientar que o agente ainda ameaçou conduzir o trabalhador, um jovem inexperiente, para a delegacia. Pois deveria ter feito! Porque não fez? Não conduzir o cidadão foi mais um ato de covardia. Assustado, o funcionário do IB deixou o local nervoso e desistiu de apurar o fato.

Não aceitamos, em hipótese nenhuma, esse tipo de comportamento, pois aqui não tem covarde. Atitudes como essa mancham a imagem de uma corporação centenária e que todos os dias luta para emanar o bem. Isso não é normal. Não aceite. Não foi um caso isolado. Se respeite e respeite para ser respeitado!

Equipe Informe Baiano

Últimas Noticias

VI Concurso para Escritores Escolares promete bater recordes de inscrições

Até o dia 26 de setembro, estudantes de todo o estado podem participar do VI Concurso para Escritores Escolares...