“Era trabalhador e não matou policial nenhum”, desabafa amigo de “Filho de Fé” assassinado em Barra do Jacuípe

Filho de fé de um importante centro umbandista da Bahia, o jovem Pedro Henrique Leal Braz, 27 anos, foi morto de forma covarde na madrugada do último domingo (02/08), em Barra de Jacuípe, na Costa de Camaçari. Um outro rapaz também foi ferido e não corre risco de morte. O crime aconteceu na Rua das Flores, no Sítio Paraíso Dourado, que fica na Estrada Velha de Jacuípe.

Pedrinho, como era conhecido, participava de um encontro familiar e de repente, homens encapuzados invadiram a residência, fizeram vários reféns e balearam o trabalhador, que foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Arembepe, mas não resistiu. Os bandidos ainda levaram os três celulares e o carro de Pedro, um Toyota Corolla branco.

O rapaz tinha uma passagem na polícia por suspeita de envolvimento na morte do investigador César Brito de Oliveira, em 2011, mas foi provada sua inocência. Além de “ganhar a vida” com trabalhos religiosos de matriz africana, ele também era radialista.

“Uma pessoa de bem não pode morrer e ficar por isso mesmo, não. A imagem que tem que ficar dele é a imagem que tinha realmente, a verdade: garoto alegre, sorridente, filho de fé, gentil, radialista e pessoa que ajudava todos ali na região da Lapa. Eu peço que o Informe Baiano faça essa reportagem e deixe claro que ele não matou policial nenhum. Era trabalhador e não matou policial nenhum. Nada a ver dizer que era envolvido. Isso já foi provado”, desabafou um amigo.

“Só porque veio da favela não pode ter carro importado, não pode andar de Jet Ski e não pode ter corrente de ouro? É isso? Porque veio da favela é ladrão e estava envolvido com algo de errado? Não já basta a perda da família e dos amigos? Por favor, a Polícia Civil tem que investigar e elucidar esse homicídio. Não tem nada de latrocínio. Ladrão não entra em casa e vai direto no quarto para executar uma pessoa que estava deitada, não”, concluiu o amigo sob a condição de anonimato.

Pedrinho era casado e deixa um filho pequeno. O crime é investigado pela Delegacia de Monte Gordo.

Polícia recupera carga avaliada em R$ 50 mil no Pero Vaz

O trabalho de investigação realizado pelos policiais da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga) resultou na recuperação de uma carga avaliada em R$...

Metralhadora e rádios comunicadores encontrados com traficante em Alagoinhas

Uma metralhadora calibre 9mm, dois rádios comunicadores e drogas prontas para a comercialização foram apreendidos, na manhã desta terça-feira (22), com um traficante no condomínio Bom Viver,...

Operação combate crimes contra o patrimônio em Brejões e Nova Itarana

Cinco veículos adulterados foram apreendidos, na segunda-feira (21/09), durante operação conjunta das Polícias Civil (PC), Militar (PM) e Rodoviária Federal (PRF) de combate aos crimes contra o...

Trio utilizava residência como ponto de venda de drogas em Tapiramutá

Uma casa utilizada como ponto de venda de drogas foi desarticulada por equipes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Semiárido, na manhã desta terça-feira (22/09). Ações...