“Dayane sofreu com ataques do ‘gabinete do ódio’ do Bolsonaro”, diz Major Olímpio

O senador Major Olímpio (PSL/SP), durante entrevista realizada na manhã desta terça-feira (11) na Rádio Metrópole, afirmou que, por ter opinião própria, a presidente do PSL na Bahia e deputada federal, Professora Dayane Pimentel, foi alvo de ataques realizados pelo “gabinete do ódio”.

“A pessoa maravilhosa que é a Dayane, uma guerreira, uma lutadora, essa mulher começou a sofrer, a ser arrebentada por grupos radicais do ‘gabinete do ódio’ do (presidente da República Jair) Bolsonaro que, para buscar justificar para a opinião pública a safadeza que queriam fazer com o partido”, disse o senador paulista.

O Olímpio disse que foram “satanizadas” todas as pessoas que tinham opinião. “Bolsonaro mora sozinho e foge de casa. Ele era dono absoluto do partido, mas ele foi na onda dos filhos”, contou o senador. Ele continuou: “a verdade tem que ser dita; não só a verdade do Bolsonaro dizendo ‘João 8’ e tal, papagaiando um pedaço da Bíblia, mas mentindo, com safadeza o tempo todo”.

Votações

Ainda na entrevista à Metrópole, Olímpio salientou que “tanto eu quanto a Dayane, a imensa maioria do PSL, continuamos votando junto com o governo. Nenhum de nós vai se negar a votar o que é bom para o Brasil”.

Sobre o presidente da República, ele enfatizou: “tivemos um estelionato eleitoral com o personagem Bolsonaro. A população brasileira comprou gato por lebre”.

Últimas Noticias

Lauro de Freitas reativa cinco postos da Central de Regulação a partir desta segunda-feira (29)

Para dar mais comodidade aos moradores que precisam de serviços de saúde, a Secretaria Municipal de Saúde (SESA) vai...