Avanços da medicina permitem identificar e tratar doenças na gestação

Novas tecnologias estão proporcionando avanços importantes na medicina materno-fetal, como a ultrassonografia 5D e o software LumiFlow® para visualização dos vasos fetais. Estes recursos não alteram a maneira tradicional da realização da ultrassonografia, mas aumentam muito a capacidade de visualizar detalhes do feto com mais facilidade técnica e rapidez, em especial nos casos em que a posição do bebê não está favorável ou em que as mães estão com sobrepeso.

As tecnologias 3D e 4D já estão disponíveis no mercado há mais tempo e são conhecidas pelas pacientes por possibilitar a visualização do rosto do bebê com grande nitidez quando a posição dele permite. Para os médicos, estas tecnologias mostram muito além disso, já que possibilitam a investigação cuidadosa da anatomia de superfície (contornos do bebê), alterações ósseas e em órgãos específicos, com imagens que podem ser processadas em 3 planos diferentes.

A tecnologia 5D é uma inovação tecnológica disponível em aparelhos de última geração com altíssima capacidade de processamento de imagens, com uma visualização ainda mais nítida de determinadas estruturas do feto, principalmente o coração e o cérebro. Com este recurso é possível processar diversas imagem do coração e cérebro, em diferentes planos e alturas. No caso da análise cardíaca, é possível selecionar o momento específico do ciclo cardíaco, ou seja, a cada batida, e a estrutura que se deseja ver.

“O processamento da imagem 5D é feito de modo que podemos dividir a estrutura em várias camadas para determinar se cada uma destas partes está se desenvolvimento da maneira esperada”, explica o coordenador do serviço de Medicina Fetal da Maternidade Brasília, com especialização em gestação de alto risco e medicina materno-fetal, Matheus Beleza. “É como se pudéssemos fazer um filme do coração e do cérebro e em seguida mudar os ângulos de visão, as profundidades e tempo de cada cena” completa.

Já o LumiFlow® é outra inovação que agrega a sensação de volume e “textura” dos vasos sanguíneos avaliados, permitindo um estudo muito mais técnico e especializado. A união destas tecnologias permite a análise em 3 dimensões e em tempo real do fluxo de sangue dentro dos órgãos, com a possibilidade de dividir cada estágio e local da vascularização que se deseja estudar.

O especialista também destaca a importância do aparelho para a equipe médica e a facilidade para determinados tipos de gestantes. “A tecnologia disponível neste aparelho é incrível e nos permite trabalhar com a imagem de muitas maneiras diferentes. O ultrassom é uma ferramenta insubstituível no estudo do feto durante o pré-natal e com ele podemos avaliar não apenas a anatomia como também sinais de bem-estar do bebê”, destacou o médico Matheus Beleza.

A enfermeira Gabriela Meschini auxilia os especialistas na coordenação do projeto materno-fetal da Maternidade Brasília. Ela ressalta a relevância das novas tecnologias na detecção precoce de doenças: “Com as novas tecnologias é possível termos uma visualização mais nítida do que está acontecendo com o bebê dentro da barriga”.

O obstetra Matheus Beleza lembra a importância de as gestantes realizarem o pré-natal, mesmo em tempos de pandemia. “As mulheres não devem descuidar dos exames que não podem ser feitos por telemedicina. As visitas aos médicos e os exames são de extrema importância para garantir um parto mais seguro e um bebê mais saudável”, conclui.

Últimas Noticias

Salvador reforça assistência social com novo Cras em Castelo Branco

Os cidadãos em situação de vulnerabilidade social em Salvador ganharam uma nova estrutura de apoio, instalada pela Prefeitura. O...