Em Águas Claras, “Bonde de Cote” ataca CV e moradores “fogem” para casa de parentes

Assustados com a guerra das facções que atuam no bairro de Águas Claras, alguns moradores já saíram de casa e foram para residências de parentes. Relatos enviados ao Informe Baiano apontam ainda que algumas pessoas alugaram “kitnetes” até “essa onda passar”. Na noite de sexta-feira (21/08) e madrugada deste sábado (22/08), ocorreram diversos confrontos entre marginais.

“O OP, dessa vez, invadiu o Condor que é comando por Jha do CP e foi aquele inferno. Foi a madrugada dessa sexta toda a polícia subindo e descendo atrás de traficante. Aí quando a polícia saia, eles começavam de novo os ataques. Aí a gente chamava a polícia, a polícia voltava. Quem aguenta com uma desgraça dessa?”, questionou revoltado um morador.

“A polícia faz o papel dela. Todas as vezes que a gente ligou eles vieram. Na semana passada mataram dois do BDM da Rua Irmã Dulce. E agora tem esse tal de OP, que é pior que BDM e CP. Tavam com pistola e tinha um com uma arma maior. Eu peço a Deus todo dia pra eu conseguir um dinheiro extra pra me mudar daqui. E pior que nem anunciar a casa pra vender pode, porque ninguém quer comprar”, desabafou.

Três facções criminosas atuam no bairro e estão em disputa por pontos de venda de drogas. Na localidade do Condor, a venda é dominada pelo Comando Vermelho (CV), que se chamava Comando da Paz. No Vietnã, o comércio de entorpecentes é feito pela quadrilha Ordem e Progresso (OP). Já nas ruas do Óleo e Irmã Dulce, o Bonde do Maluco (BDM) dá as cartas da criminalidade.

Cerco ao BDM, tiroteio e mortes em Águas Claras; vídeos

Águas Claras, Cajazeiras: entenda a guerra entre OP e BDM; vídeos

Últimas Noticias

Sono ruim afeta 65% dos brasileiros; mulheres sofrem mais

Os brasileiros dormem muito mal, e a pandemia de covid-19 pode ter contribuído para agravar ainda mais o problema....