Policial suspeito de envolvimento em morte de soldado da PM no Paralela Park é preso

Um sargento da Polícia Militar lotado na 3ª CIPM e um segurança foram presos em uma operação conjunta das polícias Civil e Militar, nos bairros do Vale dos Lagos e Mussurunga, na manhã desta terça-feira (25/08). Os dois são suspeitos de envolvimento no latrocínio do soldado Marcos Almeida Silva, que era lotado na 39ª Companhia Independente da PM.

O policial Marcos Almeida Silva era bastante querido na região

O trabalhador foi baleado em 12 de julho durante um assalto no Paralela Park, em Salvador. Almeida chegou a passar por cirurgias na cabeça, mas cinco dias depois do crime não resistiu e faleceu no Hospital Geral do Estado (HGE). Três homens participaram do ato e na época, o Informe Baiano chegou a noticiar que dois envolvidos conseguiram escapar. O outro envolvido foi baleado por um amigo de Almeida e morreu no local (veja aqui).

Ainda conforme a fonte do IB, câmeras de segurança flagraram um dos suspeitos em um veículo vermelho e o outro em um carro cinza durante a fuga. O sargento preso é acusado ainda de crimes contra o patrimônio e homicídios. Participaram da ação equipes do CPRC-Central, CPRC-Atlântico, Coordenadoria de Inteligência da SSP, Corregedoria Geral da Polícia Militar, Rondesp Central, 3ª CIPM, 39ª CIPM, Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e Coordenadoria de Operações Especiais da Polícia Civil (COE-PC).

Policial baleado no Paralela Park passa por cirurgia e retira projéteis da cabeça

Tiroteio no Paralela Park: policial e mulher baleados e bandido morto

Policial baleado em assalto no Paralela Park não resiste e morre

Últimas Noticias

Policial do BOPE baleado em confronto com traficantes em Valéria

Um policial militar do Batalhão de Operações Especiais (BOPE) foi baleado durante uma ação contra o tráfico de drogas,...