Após protestos, Campo do Marão é entregue na Boca do Rio

Os moradores da Boca do Rio e do entorno receberam o tradicional Campo do Marão totalmente reformado, com traves, vestiários, arquibancadas e iluminação. No espaço são realizados campeonatos e escolinhas de futebol.

O equipamento entregue neste sábado (29/08) pelo governador Rui Costa recebeu investimentos da ordem de R$ 650 mil. A obra teve emenda do deputado federal Bacelar e indicação do vereador Toinho Carolino, que representa a comunidade. Moradores chegaram a fazer protestos devido a demora na execução da obra.

Em conversa com o IB, Carolino lembrou a luta para realização da obra foi iniciada há mais de 4 anos e só foi possível após um diálogo com o governador na festa do Bonfim de 2018. “Eu diz o pedido, Rui atendeu, tomou a frente e tocou pessoalmente o projeto. O deputado Bacelar chegou a enviar uma verba de R$500 mil para prefeitura e depois descobrimos que o terreno era do estado. Por isso ocorreu essa demora. E essa verba anterior já está empregada em obras em Itapuã e Abaeté. Uma luta muito grande e agora a vitória”, disse o edil.

Conforme o goevrnador, o campo vai receber também grama sintética, que está em processo de licitação. “Apoiar o esporte é fundamental para fazer com que a juventude gaste energia, se socialize. Ontem eu estava em Ubaitaba, entregando um centro de canoagem, junto com nosso medalhista Isaquias; são três centros desse na Bahia. Nós temos feito em outras regiões do estado centros poliesportivos, e vamos, nos próximos dois anos, intensificara o nosso investimento no esporte, seja vinculado a escolas, seja vinculado a comunidades, porque esta é uma importante ferramenta de inclusão social”.

Foto: Mateus Pereira

O presidente da Liga de Futebol da Boca do Rio, Luiz Mário Correia, conhecido como Marão, revelou que 32 equipes costumam jogar no campo entregue neste sábado. “Este campo tem uma importância muito grande porque a gente agrega os familiares, os amigos, é aqui no fim de semana que o pessoal vem curtir seu lazer, vender seus quitutes, e essa reforma nos engrandece muito. Aqui o pessoal se sente seguro, mais à vontade, e perto da praia”.

O estudante Wendel dos Santos, 14 anos, sonha em ser jogador de futebol. “Eu jogo aqui neste campo já tem muito tempo, desde pequeno. Mas treinar aqui era ruim, o campo era todo esburacado, não tinha rede no gol. Agora, eu posso realizar meu sonho e treinar para me profissionalizar”.

Fotos: Mateus Pereira

Últimas Noticias

Tentativa de ataque de facção em São Sebastião do Passé termina com sequestro, morte e prisão

Policiais da 10ª CIPM conseguiram evitar um ataque de facção na madrugada desta segunda-feira (25/10), na cidade de São...