Deputado Afonso Florence critica proposta de Lei Orçamentária do Governo Bolsonaro

Nesta terça-feira (1), durante sessão na Câmara Federal, o deputado federal Afonso Florence (PT) criticou a proposta de Lei Orçamentária Anual (PLOA) de 2021 do Governo Bolsonaro, enviado ontem (31) ao Congresso Nacional para aprovação. O parlamentar destacou principalmente os cortes nas áreas de saúde, educação e o reajuste do salário mínimo com base na inflação.

Florence considera grave a redução nas pastas da Saúde e Educação. “Pasmem, em plena pandemia e com o retorno das atividades escolares, a Educação teve uma redução de aproximadamente 9% e a Saúde de mais de 12%”, destacou Afonso. Outro ponto que o parlamentar chamou à atenção foi o reajuste no salário mínimo. “É o segundo ano do Governo Bolsonaro e o segundo ano sem aumento real no salário mínimo. A política do PT, desde 2015, calculava o aumento baseado no reajuste do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior mais o Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos atrás, permitindo um ganho real ao contrário deste governo que faz o reajuste com base na inflação”, completou.

Florence também criticou a proposta de Bolsonaro de prorrogação do auxílio emergencial para R$ 300,00. “O PT e a oposição propuseram uma renda de um salário mínimo durante a pandemia, mas Bolsonaro apresentou apenas R$ 200,00 e, só depois da bancada de oposição pressionar por R$ 500,00, o governo chegou a R$ 600,00. Agora o auxílio emergencial foi reduzido para R$ 300,00 quando o PT propôs R$ 600,00 até o fim desta crise. Definitivamente, este governo faz mal para o povo brasileiro”, finalizou o deputado.

Testagem para novo coronavírus atende comunidade escolar nos bairros da Liberdade e Caixa D’Água

O Governo do Estado continua realizando o processo de testagem para o novo coronavírus nas escolas estaduais localizadas no bairro da Liberdade e região. Nesta quinta-feira (22),...

MP recomenda que agências bancárias de Feira de Santana aceitem abertura de conta dos partidos políticos

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da promotora de Justiça Luciana Machado dos Santos Maia, recomendou aos gerentes das agências bancárias situadas na 154ª Zona Eleitoral...