Corrupção: filha de Roberto Jefferson é candidata a prefeita do Rio e pode ser solta hoje

Filha do “famoso mensaleiro” Roberto Jefferson, Cristiane Brasil (PTB), é candidata a prefeita da capital fluminense e está atrás das grades. Ela é acusada de desvios em contratos da Fundação Leão XIII, voltada para a assistência social no Rio de Janeiro.

Na sexta-feira (18/09), o ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), determinou ao Tribunal de Justiça do Rio que avalie, em até 24 horas, um pedido de liberdade apresentado pela ex-deputada federal.

Cristiane se entregou à Polícia Civil no dia 11 de setembro e desde então está em cana. Ela foi alvo de uma mandado de prisão preventiva deferido na Operação Catarata. Conforme o Ministério Público do Rio, a suposta participação de Cristiane no esquema teria ocorrido entre 2013 e 2017, quando ocupou pastas na Prefeitura Municipal do Rio, nas gestões de Eduardo Paes e Marcelo Crivella.
A defesa da ex-deputada alegou que o Tribunal de Justiça iria levar mais cinco dias úteis para redistribuir pedido de liberdade apresentado na semana passada. O motivo seria a necessidade de digitalização de todo o processo da Operação Catarata. O recurso já teria passado por ao menos três magistrados, sendo um deles se declarou impedido.

Em liminar, o ministro Joel Ilan Paciornik determinou que o TJ-RJ proceda à ‘imediata redistribuição da Ação Penal, bem como que realize, em 24 horas, o exame da prisão preventiva’ da ex-deputada.

“No caso dos autos, verifica-se a existência de manifesta ilegalidade, pois, conforme se observa, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro avocou a competência para julgamento da Ação Penal n. 0145722-88.2019.8.19.0001, tendo o então desembargador relator silenciado quanto à prisão preventiva da paciente”, afirmou Paciornik.

“Em seguida, passou-se à realização da digitalização dos autos, antes mesmo da redistribuição do feito, estando pendente de análise a prisão preventiva da paciente decretada por Juízo reconhecido como incompetente pelo próprio Tribunal Estadual”, continuou o ministro.

Antes de se entregar e ser presa, Cristiane Brasil gravou um vídeo em que diz que a operação que investiga desvios de recursos no Rio está associada a ‘interesses políticos’. “É um absurdo que uma denúncia antiga, de 2012, 2013, esteja sendo cumprida agora. Um mandado de prisão preventiva contra mim, faltando dias para a eleição”, afirmou.

Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante

A partir deste sábado (31), nenhum candidato às eleições 2020 pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante. Segundo o Código Eleitoral, a imunidade...

Operação flagra caminhoneiros com comprimidos de ‘rebite’ na BR 101

Três profissionais do volante foram flagrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta sexta-feira (30), transportando 76 comprimidos de anfetaminas (rebite), medicamento de uso proibido. Os flagrantes aconteceram...

Feriado do dia 2 aumenta em 40% movimentação nos aeroportos

Mais de um milhão de pessoas em todo o país devem movimentar os principais aeroportos brasileiros neste fim de semana prolongado pelo feriado de finados, na próxima...

Na Chapada Diamantina, PRF apreende quase 500 sacos de carvão vegetal transportado ilegalmente

Em duas ocorrências distintas, policiais rodoviários federais apreenderam 466 pacotes de carvão vegetal sem licença ambiental válida. Os flagrantes aconteceram na tarde desta sexta-feira (30) em trechos...