Morre médico pioneiro no tratamento da Aids no Brasil

O médico Carlos Alberto Morais de Sá, referência no tratamento da Aids no Brasil, morreu no último sábado (26), aos 76 anos, no Rio. A informação foi divulgada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). A causa da morte não foi divulgada.

Sá foi um dos pioneiros no tratamento de pacientes com Aids e contribuiu para a construção do Centro de Referência Nacional em HIV/Aids, no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, vinculado à UniRio.

Médico do hospital desde 1972, Sá tornou-se coordenador do centro em 1983. De 1987 a 1993, foi consultor do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, como membro da Comissão Nacional em HIV/Aids.

Ministério da Saúde não prevê vacinar toda a população em 2021

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira, 27, que não prevê vacinar toda a população brasileira contra a covid-19 em 2021. A pasta cita a dificuldade mundial...

Anvisa recebe pedido para análise da vacina da Janssen-Cilag

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recebeu pedido de Submissão Contínua da vacina para covid-19 do laboratório Janssen-Cilag. A Anvisa tem até 20 dias para analisar...

Ebserh libera R$ 25,7 milhões para hospitais universitários federais

Vinte hospitais da Rede Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) poderão contar com um reforço financeiro que soma R$ 25,7 milhões por meio do Programa Nacional de...

Hemoba encerra a Semana do Doador com ‘Sabadão Solidário’ em Salvador e no interior do estado

A Semana Nacional do Doador de Sangue, celebrada nas 24 unidades de coleta da Fundação Hemoba em toda a Bahia, termina neste sábado (28) com o ‘Sabadão...