Morre médico pioneiro no tratamento da Aids no Brasil

O médico Carlos Alberto Morais de Sá, referência no tratamento da Aids no Brasil, morreu no último sábado (26), aos 76 anos, no Rio. A informação foi divulgada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). A causa da morte não foi divulgada.

Sá foi um dos pioneiros no tratamento de pacientes com Aids e contribuiu para a construção do Centro de Referência Nacional em HIV/Aids, no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, vinculado à UniRio.

Médico do hospital desde 1972, Sá tornou-se coordenador do centro em 1983. De 1987 a 1993, foi consultor do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, como membro da Comissão Nacional em HIV/Aids.

Mais de 3,9 mil empregos serão promovidos no interior da Bahia

Investimentos previstos em mais de R$ 3,7 bilhões serão aplicados nas implantações de seis unidades industriais em cinco municípios baianos. Juntas, as empresas devem gerar mais de...

Pelo segundo ano consecutivo, HGE tem o maior número de cirurgias bucomaxilofacial do país

Com um total de 597 procedimentos realizados em 2020, o Serviço de Cirurgia Bucomaxilofacial do Hospital Geral do Estado (HGE) alcançou, pelo segundo ano consecutivo, o primeiro...

Indústria baiana gera 18,2 mil empregos no primeiro quadrimestre de 2021

De janeiro a abril desse ano o setor industrial da Bahia gerou 18,2 mil empregos. Somente no mês de abril, o saldo positivo foi de 1,6 mil...

DT de Porto Seguro prende dois por roubo em residência

Equipes da 1ª Delegacia Territorial (DT) de Porto Seguro cumpriram, na última quarta-feira (23), mandado de prisão preventiva contra um homem de 26 anos, suspeito de ser...