Morre médico pioneiro no tratamento da Aids no Brasil

O médico Carlos Alberto Morais de Sá, referência no tratamento da Aids no Brasil, morreu no último sábado (26), aos 76 anos, no Rio. A informação foi divulgada pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio). A causa da morte não foi divulgada.

Sá foi um dos pioneiros no tratamento de pacientes com Aids e contribuiu para a construção do Centro de Referência Nacional em HIV/Aids, no Hospital Universitário Gaffrée e Guinle, vinculado à UniRio.

Médico do hospital desde 1972, Sá tornou-se coordenador do centro em 1983. De 1987 a 1993, foi consultor do Ministério da Saúde e do Ministério da Educação, como membro da Comissão Nacional em HIV/Aids.

Bahia registra 1.465 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.465 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 1.662 recuperados (+0,4%). Dos 387.786 casos confirmados desde o...

Casos de chikungunya têm redução significativa em Salvador nos últimos meses

Salvador tem registrado uma redução significativa dos casos de chikungunya nos últimos meses em comparação aos meses de abril, maio e junho deste ano, período em que...

Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti

O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (24) a Campanha de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras...

Hospital Santa Izabel transmite cirurgia robótica ao vivo durante primeiro simpósio da Bahia

Pioneiro no uso da cirurgia robótica na Bahia, o Hospital Santa Izabel (HSI) participará do I Simpósio Multidisciplinar de Cirurgia Robótica da Bahia (Robotic Surgery Experience Bahia),...