Dia D de vacinação tem 17,5 mil pessoas imunizadas em Salvador

No Dia D das campanhas nacionais de vacinação contra a poliomielite e multivacinação, no último sábado (17), a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) vacinou 17.539 pessoas nos 157 pontos de imunização que realizaram a iniciativa, entre unidades básicas de saúde e postos volantes espalhados pela cidade, além do sistema drive-thru que funcionou na Arena Fonte Nova e no Atakarejo de Fazenda Couto.

Iniciadas no último dia 5, a multivacinação e a imunização contra a pólio são campanhas separadas que ocorrem ao mesmo tempo, com prazo final até o dia 30 de outubro. Na primeira estratégia, 20.780 doses foram aplicadas em crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinados ou com esquemas incompletos de qualquer vacina.

Estão sendo oferecidas vacinações contra BCG (tuberculose), rotavírus (diarréia), poliomielite oral e intramuscular (paralisia infantil), pentavalente (difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, Haemophilus influenza tipo b – Hib), pneumocócica, meningocócica, DTP, tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola), HPV (previne o câncer de colo de útero e verrugas genitais), além de febre amarela, varicela e hepatite A.

Pólio – Nessas três semanas de campanha contra a poliomielite, 10.856 crianças menores de 5 anos de idade foram imunizadas, com estratégias diferenciadas para as que tinham até 1 ano incompleto e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos.

Isso porque, conforme o esquema vacinal registrado na caderneta, a criança recebe Vacina Oral Poliomielite (VOP), como dose de reforço ou dose extra, ou a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), como dose de rotina.

“Este mês é de oportunidade para que os pais levem seus filhos para vacinar e atualizar a situação vacinal. Muitos ficaram temerosos em sair de casa para buscar o serviço de imunização durante a pandemia da Covid-19, mesmo os atendimentos ocorrendo ininterruptamente. Não há o que temer, pois os profissionais de saúde estão preparados com todos os equipamentos de proteção individual necessários para fazer as aplicações das doses de forma segura”, subcoordenadora de Doenças Imunopreveníveis, Doiane Lemos.

A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, responsável por infectar crianças e adultos. Em casos graves, a infecção pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. A vacinação é a única forma de prevenção e segue acontecendo nas unidades básicas de saúde.

Sarampo – Desde o início da campanha de vacinação contra o sarampo, iniciada no dia 13 de julho, até agora, 173.432 pessoas foram imunizadas. A mobilização acontece até o dia 31 de outubro e tem como público-alvo jovens e adultos de 20 a 49 anos.

Apesar de avançar em várias capitais do Brasil, não há casos recentes registrados de sarampo na cidade, graças ao trabalho preventivo feito pela Secretaria Municipal de Saúde. Contudo, a doença não deve ser subestimada – ela pode deixar sequelas por toda a vida ou causar a morte – e a única forma de evitá-la também é por meio da vacinação.

As doses seguem disponíveis todas as 150 salas de imunização dos postos de saúde do município.

Ministério da Saúde lança campanha de combate ao Aedes aegypti

O Ministério da Saúde lançou nesta terça-feira (24) a Campanha de Combate ao Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, doenças que podem gerar outras...

Hospital Santa Izabel transmite cirurgia robótica ao vivo durante primeiro simpósio da Bahia

Pioneiro no uso da cirurgia robótica na Bahia, o Hospital Santa Izabel (HSI) participará do I Simpósio Multidisciplinar de Cirurgia Robótica da Bahia (Robotic Surgery Experience Bahia),...

Primeira cirurgia gravada em 360º no Brasil é de hospital baiano da Rede Ebserh

O Hospital Universitário Professor Edgard Santos (Hupes/UFBA), ligado à Empresa Brasileira de Recursos Hospitalares (Ebserh), vinculada ao Ministério da Educação, foi destaque no Congresso Paulista de Urologia....

Fiocruz: 130 milhões podem receber vacina de Oxford em 2021

A vacina contra covid-19 que será produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em parceria com a farmacêutica Astrazeneca e a Universidade de Oxford deve chegar a 30...