Confiança do Consumidor tem primeira queda desde maio

O Índice de Confiança do Consumidor brasileiro (ICC), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 1 ponto na passagem de setembro para outubro e atingiu 82,4 pontos, em uma escala de zero a 200. Com isso, o indicador interrompeu uma sequência de cinco altas iniciada em maio deste ano.

O Índice da Situação Atual, que mede a confiança dos consumidores no presente, recuou 0,2 ponto e atingiu 72,4 pontos. O componente que teve maior queda foi a situação das finanças familiares, que cedeu 0,5 ponto.

O Índice de Expectativas caiu 1,3 ponto e passou 90,2 pontos. O ímpeto de compras de bens duráveis para os próximos meses teve queda de 1,4 ponto.

“Há ainda bastante incerteza com relação à pandemia e com o ritmo de retomada econômica, já considerando a transição para o período posterior ao de vigência dos programas de manutenção do emprego e renda. Diante deste cenário, os consumidores de menor renda, mais vulneráveis, continuam menos confiantes que os demais. A confiança do consumidor brasileiro também continua sendo impactada pelo medo da covid-19, motivando uma postura muito cautelosa, que deve persistir enquanto não houver uma solução para a crise sanitária”, disse Viviane Seda Bittencourt, pesquisadora da FGV.

Camaçari: prefeitura intensifica serviços de revitalização da sinalização viária

A Prefeitura de Camaçari, por meio da Superintendência de Trânsito e Transporte Público (STT), prossegue com ações para garantir maior segurança aos pedestres e motoristas que diariamente...

Número de novos brasileiros com green card nos EUA bate recorde

O número de brasileiros obtendo o chamado green card nos Estados Unidos tem batido recorde, mostram dados do governo americano. Os números de 2020, que será o último...

Operação em São Cristóvão apreende R$50 mil em cocaína e R$15 mil em espécie

Uma ação conjunta das polícias Militar e Civil apreendeu 1,5 kg de cocaína e R$ 15 mil em espécie, na tarde deste sábado (28/11). O flagrante envolveu...

Ministério da Saúde não prevê vacinar toda a população em 2021

O Ministério da Saúde informou nesta sexta-feira, 27, que não prevê vacinar toda a população brasileira contra a covid-19 em 2021. A pasta cita a dificuldade mundial...