Eleições: candidatos agora só podem ser presos em flagrante

A partir deste sábado (31), nenhum candidato às eleições 2020 pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante.

Segundo o Código Eleitoral, a imunidade para os concorrentes começa a valer 15 dias antes da eleição. Já eleitores não poderão ser presos cinco dias antes das eleições, ou seja, a partir do dia 10, exceto em flagrante delito; em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável; e por desrespeito a salvo-conduto.

A regra para ambos os casos vale até 48 horas antes depois do término do primeiro turno.

Ainda pelo calendário eleitoral, hoje também é o último dia para a requisição de funcionários e instalações destinadas aos serviços de transporte de eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação.

Este ano por causa da pandemia do novo coronavírus uma emenda constitucional, aprovada pelo Congresso Nacional, adiou as eleições de outubro para 15 e 29 de novembro, o primeiro e o segundo turno, respectivamente.

Projeto vai beneficiar crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social na Bahia

Foi celebrado, na noite de terça-feira (2), entre a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), a Federação Bahiana de Futebol (FBF) e Governo da Bahia, o termo de...

Líder e soldado de quadrilha mortos em Mata de São João

Uma pistola calibre 380, um revólver calibre 38, drogas e munições foram encontrados, no início da tarde desta quarta-feira (3), por equipes das Rondas Especiais (Rondesp) RMS,...

Marcell Moraes e Léo Dias discutem causa animal em live nesta quinta-feira (04)

O ambientalista e protetor de animais, Marcell Moraes e o jornalista, Léo Dias discutem o cenário da causa animal no país nesta quinta-feira (04), 17h, em live...

Pistola de fabricação italiana é apreendida em Ipiaú   

Uma pistola Beretta calibre 9 mm, de fabricação italiana, oito munições, 67 pinos de cocaína, uma balança de precisão e quatro celulares foram apreendidos, na terça-feira (2),...