Covid-19: Pazuello e governadores antecipam início da vacinação para esta segunda

Diversos governadores brasileiros reunidos na manhã desta segunda-feira, 18, com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, entraram em um acordo para que a vacinação contra a covid-19 tenha início no País já nesta segunda-feira às 17h. Eles participam de ato simbólico em Guarulhos (SP) para a distribuição das doses da Coronavac – imunizante desenvolvido pelo Instituto Butantan contra o novo coronavírus – do Ministério da Saúde aos Estados.

Mais cedo, governadores haviam entrado em um acordo para que a vacinação tivesse início na terça-feira (19) às 14h, porém o ministro adiantou o prazo para que as doses fossem entregues ainda hoje e aplicadas ao fim da tarde. Inicialmente, a largada para a vacinação nacional estava planejada pelo ministério para quarta-feira, dia 20, às 10h.

O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), não compareceu ao evento. O Estado foi representado no evento pelo vice Rodrigo Garcia. No domingo, Doria participou de cerimônia para a aplicação da primeira dose da vacina no Brasil, logo depois que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, por unanimidade, o uso emergencial do imunizante.

Para o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, a inauguração promovida por Doria “é um gesto que coloca os governadores numa posição de segunda categoria”. “Não tínhamos sequer vacinas no nosso Estado”, completou.

Durante o evento, Pazuello falou que “a lealdade federativa será mantida”, em uma crítica ao Doria, e destacou que o Brasil é referência em vacinação “e continuará sendo”. Além de Caiado, participaram do evento governadores de Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Pará, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, entre outros.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, começa nesta manhã a distribuição de 4,6 milhões de doses da vacina. Os imunizantes estão no Departamento de Logística em Saúde, em São Paulo, e serão transportados para cada um dos Estados pela Força Aérea Brasileira (FAB).

A Anvisa aprovou neste domingo o uso emergencial de 6 milhões de doses da vacina desenvolvida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Com a divisão das doses entre os Estados, cerca de 1,3 milhão permanecem em São Paulo.

Segundo o ministério, a logística contará com aviões e caminhões preparados para a refrigeração dos imunizantes. Além dos aviões da FAB, aeronaves das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass farão o transporte gratuito da vacina para as capitais brasileiras. Após a chegada dos imunizantes às capitais, a distribuição passa a ser feita por cada Estado, com apoio do Ministério da Defesa.

Ocupação dos leitos próximo de 100%; Bruno Reis e Rui decidem adotar “outras medidas”

O prefeito de Salvador Bruno Reis vai anunciar junto com o governador Rui Costa na quinta-feira (25/02) "outras medidas de isolamento social". Por meio do Twitter, na...

João Roma toma posse como ministro e é prestigiado por colegas da Bahia

O deputado federal da Bahia João Roma (Republicanos) e o democrata gaúcho Onyx Lorenzoni tomaram posse, nesta quarta-feira (24/02) como novos ministros da Cidadania e Secretaria-Geral da Presidência,...

Existe um chá para cada um destes três estados de espírito

Há um chá ou uma infusão para cada estado de espírito: "Estou ficando doente" = limão e gengibre Está um pouco indisposto ou acha que pode estar ficando constipado,...

Secretaria da Educação apresenta detalhes do planejamento para ano letivo da rede estadual

Os detalhes do planejamento para o ano letivo 2020/2021 da rede estadual de ensino foram apresentados pelo secretário da Educação, Jerônimo Rodrigues, em coletiva de imprensa virtual,...